55 11 5571.2525
OK

  • Home > 
  • Escolha o seu Roteiro > 
  • Ásia e Extremo Oriente > 
  • 67hina > 
  • Pacotes de viagens para China com especialistas > 

Pacotes de viagens para China com especialistas

Com mais de um bilhão de habitantes, o país mais populoso do mundo é também um dos mais visitados, graças ao seu riquíssimo patrimônio cultural formado ao longo de 5 mil anos de civilização. Além dos atrativos mais conhecidos como a Muralha da China e a Cidade Proibida, destacam-se outros como os guerreiros de Xian, feitos de terracota, e as metrópoles que possuem intensa vida noturna como Xangai e Hong Kong.

A natureza do local também é grandiosa, com paisagens singulares formadas pelas montanhas do Himalaia, de Guilin e o Deserto de Gobi. Essa diversidade de atrações somada à sua extensão territorial que abarca regiões com características climáticas distintas, muitas vezes, faz com que apenas uma visita seja insuficiente para conhecer tudo o que o país oferece.

Há 56 nacionalidades na República Popular da China, sendo que 93% da população pertencem à maioria han e o restante é de grupos provenientes da Mongólia, Zhuang, Manchu e Uighur. O mandarim é a língua oficial, mas existem muitos outros dialetos praticados pelos grupos minoritários. Com relação à religião, o cenário não poderia ser diferente! Encontram-se no país praticantes do confucionismo, do budismo, do taoísmo, do islamismo e do cristianismo.

Essa diversidade étnica e religiosa é motivo de muitos conflitos internos que despertam práticas governamentais muitas vezes condenadas pelo mundo ocidental como a censura e a violação dos direitos humanos. Além disso, o sistema político-econômico em que vivem os chineses também apresenta muitas contradições com que a nova geração procura lidar, buscando equilíbrio entre um regime político socialista fechado e a liberalização econômica que favoreceu, inclusive, a abertura do país ao turismo.

Hoje, existem milhares de pessoas interessadas em conhecer de perto este gigante! Se você é uma delas, planeje a sua viagem com bastante antecedência para elaborar um roteiro adequado à época do ano escolhida.

onde fica


Visualizar Cia Eco - Viagens de Experiência em um mapa maior

viajante Cia Eco

"A nossa viagem foi ótima e muito bem organizada. Já estamos recomendando vocês para amigos!! O Natal e Ano Novo em Hong Kong é um espetáculo. Cartões de Natal luminosos do tamanho dos prédios de 60 andares!"

[veja mais]

Saídas regulares

China Pitoresca - 10 dias

Beijing, Xian, Guilin, Shanghai
Saídas em datas específicas até março de 2018
Valor a partir de
US$ 2.104,00 parte terrestre
Validade: março de 2018

China Express - 11 dias

Beijing, Xian, Shanghai
Saídas diárias até março de 2018
Guia em espanhol
Valor a partir de
US$ 1.540,00 parte terrestre
Validade: março de 2018

China - Trekking na Grande Muralha - 11 dias

Pequim, Juyongguan, Xishuyu, Xizhazi, Gubeikou, Jinshanling
Saídas em datas específicas até dezembro de 2017
Valor a partir de
US$ 2.762,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2017

China - 13 dias

Beijing, Xian, Shanghai, Hong Kong
Saídas diárias até março de 2018
Guia em espanhol
Valor a partir de
US$ 2.683,00 parte terrestre
Validade: março de 2018

China - Rota dos Ursos Pandas - 16 dias

Beijing, Xian, Chengdu, Hangzhou, Suzhou, Shanghai
Saídas às segundas e terças- feiras até outubro de 2017
Guia em espanhol
Valor a partir de
US$ 3.143,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

China - Parques Nacionais - 13 dias

Chengdu, Jiuzhaigou, Huanglong, Pequim, Tianmenshan, Shangai
Saídas em datas específicas até dezembro de 2017
Valor a partir de
US$ 5.662,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2017

China - Rota da Seda - 16 dias

Beijing, Xian, Dunhuang, Turpan, Urumqi, Shanghai
Saídas ás segundas-feiras até outubro de 2017
Guia em espanhol
Valor a partir de
US$ 4.728,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

China e Dubai - 12 dias

Beijing, Shanghai, Dubai
Saídas diárias até outubro de 2017
Pagamento em 10x
Valor a partir de
US$ 1.783,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

China - Pelos caminhos de Gengis Kan - 17 dias

Russia, Mongólia, China
Saídas diárias até outubro de 2017
Valor a partir de
US$ 5.029,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

China - Huangshan - Montanha Amarela - 17 dias

Beijing, Xian, Guilin, Hanghzhou, Tunxi, Shanghai
Saídas diárias até outubro de 2017
Guia em espanhol
Valor a partir de
US$ 3.755,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

China - 19 dias

Beijing, Xian, Guilin, Lijiang, Dali, Kunming, Shanghai
Saídas diárias até outubro de 2017
Guia em espanhol
Valor a partir de
US$ 4.975,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

Destinos conjugados

Tailândia e China - 13 dias

Pequim, Xian, Xangai, Bangkok
Saídas em datas específicas até outubro de 2017
Guia em espanhol
Valor a partir de
US$ 2.516,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

China e Tibet - 15 dias

Pequim, Xian, Lhasa, Tsedang, Gyantse, Shigatse e Xangai
Saídas as segundas e quintas até outubro de 2017
Valor a partir de
US$ 4.784,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

China e Tibet - Trem das Nuvens - 11 dias

Pequim, Xining, Lhasa e Shanghai
Saídas as seg, ter e quin até novembro de 2017
Pagamento em 10x
Valor a partir de
US$ 3.510,00 parte terrestre
Validade: novembro de 2017

China e Tibet - Trem das Nuvens - 16 dias

Beijing, Xian, Xining, Lhasa, Shanghai
Saídas em datas especificas até outubro de 2017
Guia em espanhol
Valor a partir de
US$ 4.917,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

Grande Expresso Transiberiano - 16 dias

Moscou, Ecaterimburgo, Novosibirsk, Ikutsk, Ulan Bator, Pequim
Saídas em datas especificas saindo de Moscou ou Pequim
Pagamento em 10x
Valor a partir de
€ 6.990,00 parte terrestre
Validade: setembro de 2018

Japão e China - 17 dias

Tóquio, Monte Fuji, Hakone, Kyoto, Beijing, Xian, Shanghai
Saídas terças e sextas--feiras até março de 2018
Guia em espanhol
Valor a partir de
US$ 4.689,00 parte terrestre
Validade: março de 2018

Cruzeiros e expedições fluviais

China - Cruzeiro pelo Rio Yangtze - 16 dias

Beijing, Xian. Cruzeiro, Shanghai
Saídas em datas específicas até outubro de 2017
Valor a partir de
US$ 2.562,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

Réveillon

Réveillon - China - 11 dias

Hong Kong
Saída especial: 28/12/17
Valor a partir de
US$ 1.814,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2017

Viagem em grupo

China e Dubai - 17 dias

Beijing, Xian, Guilin, Shanghai, Hong Kong, Dubai
Saída especial: 26/10/17
Guia brasileiro
Valor a partir de
US$ 6.168,00 aéreo + terrestre
Validade: outubro de 2017

China - Yunnan- 18 e 23 dias

Dali, Lijiang, Zhongdian, Shanghai, extensão Guilin
Saída especial: 07/04/18 com Mikael Gorostiaga e Emilio Moufarrige
Guia brasileiro
Valor a partir de
US$ 6.770,00 parte terrestre
Validade: abril de 2018

Volta ao Mundo - Private Jet Expedition - Grandes Impérios da Humanidade - 26 dias

Passando pela maiores civilizações da história Brasil, México, Havaí, Japão, China, Índia, Irã, Itália, Marrocos
Saída garantida: 28/03/18
Guia brasileiro
 
Consulte valores com nossa equipe
*Os preços nessa página – a partir de – estão listados em reais, dólares americanos ou euros (conforme especificação).
A taxa sobre transações/remessas internacionais (IRRF) não está inclusa no valor dos pacotes.
A tabela completa com todos os valores, de acordo com o período da viagem, encontra-se disponível em cada roteiro. Clique no título para visualizar todas as informações.
Os preços estão sujeitos à alterações sem aviso prévio. Consulte tarifas especiais para os feriados e datas comemorativas.


Principais Atrações

Beijing (Pequim): situada ao pé das montanhas Yanshan, rodeada por rios e circundada por cadeias de montanhas, a capital política e cultural da República Popular da China caracteriza-se por um clima continental influenciado pelas monções. Com 11 milhões de habitantes e uma recente modernização, possui uma história de 3.000 anos e é riquíssima em pontos turísticos, contando com inúmeras relíquias e edifícios de arquitetura antiga, incluindo 2.666 templos e mosteiros. Entre as construções, as mais famosas são: o Palácio Imperial, a Grande Muralha, a Cidade Proibida - tombados pela UNESCO, a Praça Tian An Men e a Ponte Marco Pólo. 

Palácio Imperial (A Cidade Proibida): a Cidade Proíbida ocupa uma enorme área de 72 hectares no centro de Pequim - para eles, Beijing. Tem extensões de 760 metros, no sentido leste-oeste, e 960 metros, no sentido norte-sul, e fica rodeada por um muro com 10 metros de altura e um fosso de 52 metros de largura, que compreendem um perímetro de 3800 metros. São quatro torres de vigia em cada canto e quatro portas de entrada, também com torres: a sul, no eixo central da cidade, a "porta da vontade divina" ao norte e as portas floridas a leste e oeste. Os antigos imperadores acreditavam viver no centro do Universo e que a linha do meridiano passava pelo meio da Cidade Proíbida. Ao longo de quase cinco séculos (491 anos), viveram na Cidade Proíbida um 24 imperadores (14 da Dinastia Ming e 10 da Dinastia Qing), com suas cortes de esposas, concubinas e eunucos. 

Praça da Paz Celestial (Tiannamen Square): é uma grande praça pública localizada perto do centro de Beijing, em frente à Cidade Proibida e é a maior praça do mundo. Estende-se por 880 metros de norte a sul e 500 metros de leste a oeste, com uma área total de 440.000 metros quadrados e suporta 1 milhão de pessoas. Turistas podem visitar a Torre de Tiananmen, o Monumento aos Heróis do Povo, o Grande Corredor do Povo, o Memorial a Mao Tse-Tung e assistir à cerimônia de hasteamento da bandeira nacional. Inicialmente construída em 1417, durante a dinastia Ming, a praça era a porta de entrada para a Cidade Proibida. Até 1911, quando a dinastia feudal acabou, ninguém podia entrar na torre, exceto a família real e os aristocratas. Hoje, é o símbolo do lugar onde Mao Tse-Tung declarou a fundação da República Popular da China, em 1949. 

Grande Muralha: 75 Km a noroeste de Beijing (Pequim) encontra-se uma porção da Grande Muralha típica da dinastia Ming (1368 - 1644) - a Badaling. Essa seção atrai a maioria dos turistas pela facilidade de acesso, pela segurança e por estar restaurada e se preservar como era 700 anos atrás, quando os mongóis invadiram o país. Badaling também é um portal externo para Juyoung, um estratégico posto de defesa para Beijing durante a dinastia Ming. Além disso, abriga um museu de história chinesa, incluindo uma galeria de fotos e um teatro que mostra em filme a história da muralha.

Templo do Céu: é o maior templo da China, localizado na parte sul de Beijing e cobre uma área de 270 hectares. É um exemplo de arquitetura religiosa chinesa. A construção do templo começou em 1420 e teve uma reconstrução em 1889. Duas vezes ao ano, uma grande cerimônia era conduzida, quando mais de 1000 eunucos, ministros e membros da corte real deixavam a Cidade Proibida. O imperador enquanto isso ficava no Palácio da Abstinência, antes que cerimônias e ritos de sacrifício tivessem início pela manhã. 

Shangai: é uma moderna metrópole que emergiu de um extraordinário passado. Localizada na costa leste chinesa e na embocadura do Rio Yangzi voltada para o Pacífico, é a cidade mais industrializada do país. Como porto de negócios asiáticos, sofreu muitas influências em sua arquitetura: os bairros francês, inglês, americano e russo são a prova desse passado recente. Diferente de outras cidade, guarda muito da história recente do país - os encontros do partido comunista, as novas gerações de jovens descolados pós-Mao-Tse-Tung e a vida comercial e noturna evidentes em suas ruas.

Jardim Yuyuan:
é um parque chinês tradicional com belos pavilhões, lagos em miniatura, pontes e formações rochosas. Está localizado no coração do antigo bairro chinês de Shangai. Construído em 1559, em estilo suzhou, por um oficial de alta patente em memória de seu pai, o jardim manteve sua beleza clássica ao longo dos séculos.

Templo do Buda de Jade:
construído em 1882, encontra-se na Estrada Anyuan. O templo tem 2 estátuas de jade do Sakyamuni Buda, um sentado e outro reclinando, trazidos de Myanmar. O Buda sentado tem 1,9 m e foi esculpido em uma única peça de jade branca - veste um robe com várias pedras preciosas. O templo ainda abriga várias esculturas, pinturas raras e escrituras budistas.

Rio Yangtze ou o Rio Azul: os chineses chamm-no de Chang-jiang, que significa Grande Rio. É o mais longo rio asiático e o terceiro do mundo, com aproximadamente 6.300 quilômetros de extensão; sua profundidade varia de 8 a 1.000 metros quando ele sobe. Isso acontece nas Montanhas Kunlun na porção sudoeste da província de Qinghai e segue para o sul através da província de Sichuan até a de Yunnan, onde, na vizinhança de Huize, estica para o nordeste, passando pela região central, cruzando Sichuan, Hubei, Anhui e Jiangsu até desembocar a 23 quiômetros a norte de Xangai.

Suzhou: é uma antiga cidade com 2500 anos de existência. Está situada às margens do grande Lago Taihu no delta do Rio Yangtze, a 80 Km de Shanghai. A cidade é repleta de jardins ornamentais, pequenos canais e pontes - o que lhe concede o título de "Veneza do Oriente". A cidade encontra-se próxima a Shangai, por isso é de fácil acesso. Desde o século XIII, quando Marco Pólo declarou Suzhou como uma cidade nobre, vem atraindo visitantes e, apesar de seu desenvolvimento urbano e industrial, ela ainda retém um ambiente atemporal. Pode-se explorá-la de bicicleta, à pé ou de barco, visitando museus, jardins e templos, fáceis de se chegar pelo centro da cidade. É conhecida como um centro de cultura e não de poder na China.

Hong Kong: barulhenta, vibrante e cosmopolita, essa cidade mistura o ocidente e o oriente. 150 anos de dominação inglesa estamparam na cidade pubs, partidas de cricket, produção de chá e rugby. Apesar disso, 95 % da população é etnicamente chinesa. A sua geografia é peculiar, abrangendo a ilha de Hong Kong, a Península Kowloon e mais de 260 ilhas. A ilha possui uma arquitetura soberba, que à noite mostra toda a sua beleza num show de luzes. O centro financeiro guarda um dos melhores centros de gastronomia e vida noturna do mundo. A Península Kowloon é lotada de ruas comerciais, onde pode-se encontrar qualquer artigo, desde relíquias até os mais novos produtos tecnológicos, principalmente em Tsim Sha Tsui, ao sul. As ilhas também podem ser visitadas - a especialidade são os frutos-do-mar servidos em inúmeros restaurantes. As mais notáveis entre as ilhas são Lantau e Lamma. Em Lantau está localizado o novo aeroporto de Hong Kong.



Rota da Seda

Xian: hoje capital da província de Shaanxi, a sua fama se dá pela seu passado glorioso. Foi capital da China por 11 dinastias. Por mais de 1.100 anos, a cidade se manteve como uma das mais sofisticadas do mundo antigo. Localiza-se ao longo da área drenada do Rio Wei, um afluente do Rio Amarelo, cercada de montanhas que deram à cidade proteção natural contra os inimigos do império. Tornou-se o ponto de partida para a Rota da Seda, que era travessia para mercadores que transitavam pela China e pela Ásia Central. Novas descobertas dos últimos 50 anos colocaram Xian na rota turística. Os guerreiros do imperador Qin Shihuang são o grande momento de qualquer viagem que passe pela cidade. O novo museu de Shaanxi também é um grande ponto de visitação que conta a história da cidade. A Pagoda do Grande Cisne Selvagem revela o papel que Xian teve no desenvolvimento do budismo chinês. 

Museu dos Guerreiros de Terracota: as valas que contém o exército de terracota de Qin Shihuang estão localizadas fora de Xian. Esse exército de mais de 6000 guerreiros, alguns com cavalos e carroça, estão alinhados olhando para o leste, em pose de batalha. Os guerreiros foram feitos para Qin Shihuang (259 - 210 a.C.), também conhecido como o primeiro imperador, para quem foi criado um mausoléu 1,5 Km distante das valas. Os guerreiros teriam sido feitos para acompanhá-lo depois da morte. Cada guerreiro foi esculpido individualmente e não existem duas faces iguais entre eles. As valas foram encontradas por acaso em 1974 por fazendeiros locais que tentavam cavar um novo poço. Hoje, elas são 3: a primeira contém o maior número de guerreiros de terracota; a segunda, 1.000 guerreiros com cavalos e a terceira possui apenas 68 guerreiros com armas de bronze, que acredita-se teriam sido o exército particular do imperador.

Muralha da Antiga Cidade:
as muralhas da antiga Xian foi construída durante a dinastia Tang (618-907), quando Chang´an (Xian) era a capital de toda a China. Hoje, as muralhas em retângulo datam da dinastia Ming (1368-1644) e são as únicas muralhas que permanecem completas na China. São 12 Km de cobertura ao redor da antiga cidade. 

Dunhuang:
é uma cidade conhecida pelos seus manuscritos e pinturas budistas em cavernas. Em seu centro, que conta com uma boa infra-estrutura para receber visitantes, o maior atrativo para quem visita é o mercado noturno, onde uma minoria étnica vende artesanatos, jóias esculpidas em jade, manuscritos e outras peças relacionadas com a natureza e cultura locais. Próximos da cidade se encontram as Cavernas Mogao e as dunas Mingsha Shan. 

Dunas de Mingsha Shan:
 localizada 3 Km fora de Dunhuang, é uma paisagem deserta formada por dunas de areia. Camelos podem ser alugados para se passear através das imensas paisagens desérticas e pelo caminho avistar Dunhuang e um oásis no meio do deserto.

Cavernas Mogao:
localizada a 25 Km fora de Dunhuang, são o melhor exemplo de arte budista em cavernas a serem encontradas na China. Existem quase 500 delas, decoradas com afrescos e mais de 2000 estátuas pintadas e esculpidas dentro do lado leste da colina Mingsha. A lenda conta que a arte foi iniciada por um monge em peregrinação à Índia no ano 366. Contam que ele viu raios de luz nas colinas, o que o inspirou a criar um tributo a Buda, que também serviria como garantia de uma boa viagem. Estilos artísticos da dinastia Jin (265-420) e da dinastia Tang (618-907) podem ser vistos nas cavernas. Em 1900, uma caverna contendo 50.000 manuscritos históricos e religiosos foi encontrada em Dunhuang. Acredita-se que os textos foram escondidos por monges budistas durante o século XI. A maior parte desse acervo se perdeu na mão de arqueólogos e aventureiros. Em 1987, as Cavernas Mogao foram tombadas pela UNESCO.

Turpan: localizada em uma depressão de aproximadamente 80 metros abaixo do nível do mar, essa é uma cidade extremamente quente e seca. As temperaturas no verão alcançam 40 ° C e - 15° C no inverno (entre novembro e março). 70 % da população são uighurs e são conhecidos pela colheita da uva e seu processamento em vinho. Apesar do clima quente e seco, os poços de Karez transferem água de glaciais para o Vale da Uva. Durante a dinastia Han (220-206 a.C.), fizeram parte da Rota da Seda as antigas cidades de Jiahoe e Gaochang, que se encontram próximas da moderna Turpan.

Ruínas de Gaochang: 47 Km a sudeste de Turpan, foi originalmente construída para ser uma guarnição no século II a.C. e logo se tornou a capital do reino de Gaochang. No século IX, Gaochang se tornou o centro do império Uighur. O budismo então era a religião majoritária e numerosos monastérios e templos foram construídos. Apesar das ruínas não terem sido tão bem preservadas como as da antiga cidade de Jiahoe, ainda sim proporciona uma experiência única desse antigo império. A cidade se divide em 3 partes: a interna, a externa e o palácio, cercados pela muralha da cidade. Dentro, pode-se ver os remanescentes do Castelo de Khan, templos, manuscritos e pinturas budistas. 

Gruta dos Mil Budas de Bezeklik: foram encontradas nas colinas do vale de Mutougou, nas Montanhas Flamejantes, 50 Km a leste de Turpan. Existem 77 cavernas que datam de baixas dinastias (420-589) até a dinastia Yuan (1280-1368), que contêm coloridos murais budistas. Estes murais têm uma importância antropológica, além de serem artisticamente impressionantes. 

Poços de Karez: Karez é um sistema subterrâneo de irrigação que foi construído a mais de 2.000 anos e é considerado uma das maiores obras de engenharia da China antiga, junto com a Grande Muralha e o Grande Canal. Constitui-se de uma série de poços e canais subterrâneos que transferiam água, geralmente dos glaciais na base do Tian Shan, para as comunidades da área. Muitas cidades na antiga Rota da Seda, algumas longínquas como o Irã, dependiam desse sistema como um provedor primário de água.

Ruínas de Jiaohe: 10 Km a oeste de Turpan encontra-se a antiga cidade de Jiahoe, localizada no vale Yarnaz. Jiahoe significa rios concorrentes e as ruínas se localizam no topo de uma colina de 30 metros rodeada por dois grandes rios. 2.000 anos atrás, Jiahoe foi uma cidade poderosa e importante - foi a capital do estado de Cheshi Sul, um dos reinos da dinastia Han (206-220 a.C.). A cidade teve seu apogeu sob o domínio Uighur, mas as rebeliões mongóis contribuíram para seu declínio e na dinastia Yuan (1280-1368) Jiahoe já estava deserta. As ruínas revelam a estrutura da cidade - 1.650 metros de muralhas, cabanas, templos, torres de vigia, ruas e poços. Um monastério budista se encontra no centro da cidade e contém várias estátuas de Buda sem cabeças preservadas.

Urumqi:
capital uighur da região autônoma de Xinjiang, é também o centro tecnológico, econômico e tecnológico da província. A cidade encontra-se ao norte das Montanhas Celestiais (Tian Shan). A principal atração da região é o Lago Celestial, que fica a 3 horas de carro da cidade. O lago fica circundado pelas montanhas de mesmo nome. É ponto de trânsito para quem vai para Turpan ou para a Rússia.

Lago Celestial: encontra-se a leste de Urumqi, a 110 Km desta cidade. O lago encontra-se em uma região de altitude (2.000 m.s.n.m.) na impressionante Montanha Bogda. O lago está rodeado de campos alpinos, montanhas nevadas, que preservam ciprestes e campos de flores selvagens. Visitantes podem ficar em casas tradicionais kazakh, o que é uma experiência cultural inesquecível. Pode-se caminhar e cavalgar até as planícies glaciais, de paisagens deslumbrantes. 

Dicas

Bagagem: é permitida 1 mala com 20 Kg por passageiro, além da sacola de mão de 8 Kg. Lembre-se de identificá-la e fechá-la com cadeado.

Documentação: Para solicitar o visto de turista, o brasileiro deve ter: passaporte com validade de pelos menos 6 meses; cópia da passagem de ida e volta à China; formulário preenchido completamente e assinado pelo solicitante; 1 foto colorida atualizada ( 3×4 ).

Vacina: é obrigatório apresentar o comprovante internacional de vacina contra febre amarela. Além disso, recomenda-se tomar também as vacinas contra Hepatite A (em duas doses, sendo que ao tomar a primeira, a pessoa já estará imune), disponível em clínicas particulares; e contra tétano e febre tifóide, disponíveis nos Hospitais Emílio Ribas, Hospital das Clínicas e Ambulatório de Medicina do Viajante da Vila Clementino. É importante informar que as vacinas devem ser tomadas com antecedência - no caso de febre amarela, até 10 dias antes da viagem - para não ser surpreendido com a falta de alguma delas na ocasião da procura nos hospitais.

- Hospital Emílio Ribas: Av. Dr. Arnaldo, 165. Atendimento de Seg. a Sex., das 12h30 às 15h. Agendar: 55 (11) 3896 1366.
- Hospital das Clínicas: Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 255. Atendimento de Seg. a Sex., das 07h30 às 15h.

Importante: Desde o dia 1º de junho de 2008, as vacinas contra febre amarela NÃO são mais aplicadas nos postos da Anvisa em Aeroportos e Portos do Estado de São Paulo. Nestes locais serão realizadas somente trancrições de certificados nacionais para internacionais. Para mais informações e esclarecimento de dúvidas,dirija-se ao posto de saúde mais próximo ou consulte o Ambulatório de Medicina do Viajante: 55 (11) 5084-5005, na Avenida Borges Lagoa, 770. É importante ligar para agendar uma visita.
Em São Paulo, o passageiro pode dirigir-se aos postos localizados nas Rodoviárias do Tietê (aberto diariamente, das 8h às 22h) e Barra Funda (aberto diariamente, das 8h às 20h).

Moeda:  Yuan (CNY$). O real (R$) vale aproximadamente 4 vezes mais que o yuan. Para ter uma idéia do valor do câmbio, você pode consultar: www.cotacao.com.br.

Fuso horário: + 11 horas em relação ao horário de Brasília

Idioma: mandarim

Gastronomia: A China possui estilos culinários diferentes em cada região do país. Arroz, soja e frutos do mar são bastante consumidos. Os chineses usam a comida vegetariana, à base de verduras e frutas, para limpar o organismo.

Imperdível: A Grande Muralha da China foi construída durante a China Imperial e é hoje uma das grandes atrações turísticas do país. O muro foi erguido ao longo de 2 mil anos e possui cerca de 5 mil km. É Patrimônio Cultural Mundial da Unesco desde 1987.

Embaixada: contato da embaixada da China no Brasil. Tel: (61) 21958200

Energia Elétrica: 220V

Alfandêga Brasileira: ao desembarcar no Brasil, são permitidos objetos de uso pessoal, roupas e brinquedos e U$500 em eletrônicos, mais U$500 de Free Shop.
 
Cuidados: Antes de viajar, confira a previsão do tempo (http://br.weather.com) e o check list que será entregue após a confirmação de sua viagem. Em caso de dúvidas, por gentileza, entre em contato com os consultores da Cia Eco.


Melhor Época

A China é um país de dimensões continentais, por isso o clima varia. As épocas com clima mais ameno são o final da primavera, em maio, ou o princípio do outono, de setembro a início de outubro. Os verões, que vão de fins de maio a agosto, são muito quentes em toda a China, exceto em regiões de grande altitude, como no Tibet; ao sul, são também muito úmidos, devido ao regime de monções. O inverno varia entre as regiões. A China central possui um inverno curto e frio (que vai de fins de novembro a meados de março), enquanto as regiões ao norte são muito frias. Em Pequim e ao norte, caem para baixo dos 0° C. Nas terras baixas a sudoeste, os invernos são muito frios. A época das chuvas vai de maio a agosto.

Cia Eco - Agência de Viagens e Turismo
Rua Sena Madureira, 515 - Vila Mariana
São Paulo/SP - CEP 04021-051
Fone: 55 11 5571.2525 | E-mail: comercial@ciaeco.tur.br
Cadastur: 26.010039.10.0001-7
Acesse nossas redes sociais
Empresa Associada

INTERNACIONAIS


África

África do Sul
Botsuana
Cabo Verde
Etiópia
Madagascar
Marrocos
Moçambique
Namíbia
Quênia
Tanzânia
Tunísia
Uganda e Ruanda
Zâmbia e Zimbábue

África do Norte e Oriente Médio

Egito
Irã
Israel
Jordânia
Líbano
Omã

América Central e Caribe

Anguilla - Caribe
Antígua e Barbuda - Caribe
Aruba - Caribe
Bahamas - Caribe
Barbados - Caribe
Bonaire - Caribe
Costa Rica
Cuba
Curaçao - Caribe
Guatemala
Ilhas Virgens Britânicas - Caribe
Jamaica
Panamá
Porto Rico
República Dominicana
Santa Lucia - Caribe
St Barths - Caribe
St Maarten - Caribe
Turks e Caicos - Caribe

América do Norte

Alasca
Califórnia
Canadá
Havaí
México
Parques Nacionais Americanos
Rota da Música

América do Sul

Amazônia Peruana
Bariloche e Villa La Angostura
Buenos Aires
Colômbia
Cordilheira Blanca
Cuzco e Machu Picchu
Deserto de Atacama e Altiplano
Galápagos
Ilha de Páscoa
Lago Titicaca, Arequipa e Colca
Lagos Andinos
Lima
Mendoza
Nazca, Ica e Paracas
Patagônia Argentina
Patagônia Chilena
Península Valdés
Pucón
Quito, Cuencas e Avenida dos Vulcões
Salar de Uyuni e Altiplano
Salta e Jujuy
San Martín de los Andes
Santiago do Chile
Ski na Argentina
Ski no Chile
Trujillo e Chiclayo
Uruguai
Ushuaia
Venezuela

Antártida

Antártida

Ásia e Extremo Oriente

Bali
Butão
Camboja
Cazaquistão
China
Filipinas
Índia
Indonésia
Japão
Laos
Malásia
Mongólia
Myanmar
Nepal
Sri Lanka
Tailândia
Tibet
Uzbequistão
Vietnã

Europa

Alemanha
Armênia
Azerbaijão
Bélgica
Croácia
Escandinávia
Espanha
Finlandia
França
Geórgia
Grécia
Islândia
Itália
Leste Europeu
Portugal
Reino Unido
Rússia
Rússia - Copa do Mundo 2018
Suiça
Turquia

Ilhas do Índico

Ilha Mauritius
Ilhas Maldivas
Ilhas Seychelles

Oceania

Austrália
Nova Zelândia

Tahiti e Pacífico Sul

Ilhas Fiji
Tahiti e suas ilhas


NACIONAIS


Centro Oeste


Goiás

Chapada dos Veadeiros

Mato Grosso do Sul

Bonito
Pantanal Sul

Mato Grosso

Alta Floresta
Chapada dos Guimarães
Pantanal Norte
Serra do Roncador


Nordeste


Alagoas

Litoral Alagoano

Bahia

Abrolhos
Chapada Diamantina
Ilha de Boipeba
Itacaré
Morro de São Paulo
Península de Maraú
Praia do Forte
Trancoso e Ponta do Corumbau

Ceará

Jericoacoara
Litoral Cearense

Maranhão

Chapada das Mesas
Lençóis Maranhenses e Rota das Emoções
São Luis

Paraíba

Litoral Paraibano
Vale dos Dinossauros e Sertão da Paraíba

Pernambuco

Fernando de Noronha
Litoral Pernambucano

Piauí

Serra da Capivara

Rio Grande do Norte

Litoral Rio Grande do Norte

Norte

Acre

Acre

Amazonas

Amazônia

Pará

Alter do Chão
Belém
Ilha de Marajó

Roraima

Monte Roraima

Tocantins

Jalapão


Sudeste


Minas Gerais

Estrada Real
Serra da Canastra
Serra do Cipó e Inhotim

Rio de Janeiro

Litoral do Rio de Janeiro

São Paulo

Petar e Eldorado


Sul


Paraná

Foz do Iguaçu
Ilha do Mel e Morretes
Reserva Ecológica do Sebuí

Rio Grande do Sul

Aparados da Serra e Cânions do Sul
Travessia Cassino-Chui

Santa Catarina

Florianópolis e Costa das Esmeraldas
Urubici e Serra Catarinense