55 11 5571.2525
OK

  • Home > 
  • Escolha o seu Roteiro > 
  • Europa > 
  • 83uiça > 
  • Pacotes de viagens para Suiça com especialistas > 

Pacotes de viagens para Suiça com especialistas

Fondues, chocolates e outras iguarias são alguns elementos que logo vêem a cabeça ao pensar em Suíça. Além destes prazeres, a Suíça reserva muitos outros, todos passíveis de serem conhecidos em qualquer estação do ano.

Muito mais do que o país onde se pode usufruir de um dos melhores serviços de transporte público do mundo, visitar a Suíça é uma excelente escolha para os amantes de atividades ao ar livre em meio a deslumbrantes paisagens. Cenários exuberantes, considerado por muitos como os mais bonitos do mundo são visíveis ao se percorrer as estradas de ferro que cruzam os Alpes. Em resumo, a Suíça dispõe de 1.484 lagos, 140 geleiras, 9 ciclovias com uma extensão de 3.300 km que interligam todo o país, 60.000 km de trilhas para caminhadas, 400 museus, entre outros atrativos. Não por acaso, o país é conhecido como o país das bicicletas.

Alguns cartões-postais da cidade, como o Centro Medieval de Berna, os glaciares de Jungfraujoch e os castelos de Bellinzona são intitulados Patrimônio da Humanidade pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

A Suíça constitui-se de três principais zonas topográficas, a região montanhosa alpina, que ocupa cerca de 60% de seu território, a planície central, ocupando 30% e as colinas do Jura, com 10% de sua extensão. Sob forte influência de países limítrofes, os suíços falam quatro idiomas: alemão, francês, italiano e inglês, além do dialeto regional, romanche, é claro.

Uma breve estada no país pode proporcionar experiências incríveis e inesquecíveis, tais como desfrutar da alta culinária suíça e, no inverno, das diversas atividades que as estações de esqui oferecem nos Alpes e montanhas, como snowboard, cross country, paraglide, patinação no gelo, entre outros.

A Suíça, abençoada pela natureza, com alguns dos mais altos e desafiadores picos europeus, seus lagos de águas cintilantes e suas densas florestas, leva muito a sério os programas turísticos de recreação ao ar livre.

Por duas boas razões, caminhar e esquiar por suas pistas nevadas são dois dos mais populares passatempos locais. A Suíça possui mais de 60 mil quilômetros de trilhas sinalizadas por todo o país. E, qualquer pequeno vilarejo, com uma montanha por perto, possui um teleférico, para se chegar ao pico.

onde fica

Saídas regulares

Suíça - Montanhas e Glacier Express - 6 dias

Zurique, Lucerna, Titlis, Golden Pass Line, Montreux, Täsch, Gornergrat, Zermatt, Glacier Express, Chur
Saídas diárias de Zurique de dezembro a abril de 2018
Pagamento em 10x
Valor a partir de
€ 1.325,00 parte terrestre
Validade: abril de 2018

Suíça - Montanhas e Glacier Express - 6 dias

Zurique, Lucerna , Monte Titlis, Interlaken, Berna , Gruyeres, Genebra, Montreux, Zermatt, St. Moritz, Vaduz
Saídas em datas específicas até outubro de 2017
Pagamento em 10x
Valor a partir de
€ 2.695,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

Suíça - Montanhas e Glacier Express - 10 dias

Zurique, Lucerna, Monte Titlis, Montreux, Täsch, Zermatt, St. Moritz, Vaduz
Saídas em datas específicas
 
Consulte valores com nossa equipe

Alemanha e Áustria - Festival de Salzburg - 9 dias

Munique e Salzburg
Saída especial: 15/08/17
Valor a partir de
€ 8.007,00 parte terrestre
Validade: agosto de 2017

Suíça - Grand Tour de trem - Guia brasileiro - 11 dias

Lucerna, Interlaken, Montreux, Zermatt, St.Moritz, Lugano, Zurique
Saídas especiais: 24/08 e 14/09/17
Pagamento em 10x
Valor a partir de
€ 4.555,00 parte terrestre
Validade: setembro de 2017

Ski

Ski na Suiça com trem - 6 dias

Zurique, Zermatt, Glacier Express
Saídas em datas específicas
 
Consulte valores com nossa equipe

Destinos conjugados

Alemanha e Suíça - 12 dias

Zurique, Floresta Negra, Castelos de Heidelberg, Neuschwanstein e Linderhof, Innsbruck, Munique, Bernese Oberland, Interlaken, Jungfraujoch
Saídas em datas específicas
 
Consulte valores com nossa equipe

Suíça e Norte da Itália - Guia brasileiro - 19 dias

Zurique, Lucerna, Grindelwald, Zermatt, St. Moritz, Milão, Santa Margherita Ligure, Veneza
Saídas especiais: 28/07, 18/08 e 07/09/17
Pagamento em 10x
Valor a partir de
US$ 6.461,00 parte terrestre
Validade: setembro de 2017

Viagem em grupo

Áustria - Festival de Salzburg - 9 dias

Salzburg
Saída especial: 20/08/17 com anfitrião
Guia em espanhol
Valor a partir de
€ 3.550,00 parte terrestre
Validade: agosto de 2017
*Os preços nessa página – a partir de – estão listados em reais, dólares americanos ou euros (conforme especificação).
A taxa sobre transações/remessas internacionais (IRRF) não está inclusa no valor dos pacotes.
A tabela completa com todos os valores, de acordo com o período da viagem, encontra-se disponível em cada roteiro. Clique no título para visualizar todas as informações.
Os preços estão sujeitos à alterações sem aviso prévio. Consulte tarifas especiais para os feriados e datas comemorativas.


Principais Atrações

Suíça oriental

Estende-se desde as águas cintilantes do Lago Constança, por toda a montanhosa Appenzellerland, até as paisagens alpinas de Toggenburg, a região de férias de Heidiland e Glarnerland. Ao longe, no vale do Reno, encontra-se Vaduz, com seus castelos principescos.

Verão
Os ciclistas podem desfrutar de uma rede de ciclovias com excelente sinalização. Isso vale tanto para o pedalar de uma colônia de pescadores a outra, pela orla do Lago Constança, quanto para escaladas de picos elevados numa mountain bike. Não há limite para a diversão que você pode obter com a prática de exercícios. Famílias com crianças são particularmente bem-vindas na Suíça oriental. Por exemplo, na rota de Toggenburg, de estarrecedora beleza e assustador misticismo, ou no trajeto de Heidi, acima de Bad Ragaz, ou nas estações de diversão de Baartli, o Anão, em Braunwald. Os amantes da arte e cultura irão adorar a estadia em St. Gallen, seduzidos pelo distrito do monastério – oficialmente Patrimônio da Humanidade – e pela magnífica basílica barroca. Ou talvez prefiram a histórica cidadezinha de Schaffhausen, abaixo da fortaleza circular de Munot. Caminhantes apreciadores de gastronomia de qualidade à beira da estrada não podem deixar de passar pela região de Alpstein. Lá existem 28 pousadas de montanha para adular hóspedes e caminhantes com especialidades locais do Appenzell. Nos Alpes, saúde e beleza também figuram no menu. Em Glarnerland, onde é possível escalar o Berglialp, desfrute de uma refeição substancial e, em seguida, permita-se o luxo de um bom banho em soro de leite antes de ir para cama.

Inverno
As áreas de esqui da Suíça Oriental são perfeitas para todos os entusiastas de esqui, snowboard e carving – com descidas fabulosas e maravilhosas vistas sobre lagos e montanhas.

Por exemplo, Flumserberg, o maior resort de esportes de inverno, entre Zurique e Chur, ou a área de esqui de Pizol na região de férias de Heidiland. Daqui é possível divisar, lá embaixo, as águas em azul profundo – quase como as dos fiordes – de Walensee. Elas passam por sete montanhas até chegar em Toggenburg, um alto vale onde não há névoa, entre Säntis e Churfirsten, principal atração de famílias e peritos em snowboard que se dirigem às montanhas de esqui de Gamserrugg e Chäserugg. Fãs de esportes de inverno também podem desfrutar de sua estadia em Braunwald e em Elm, ambas apropriadas para famílias e fechadas ao tráfego de automóveis, em Glarnerland, e em Malbun, no Principado de Liechtenstein. Caminhantes de inverno e praticantes de esqui nórdico encontrarão rotas e circuitos muitíssimo bem mantidos, com vistas maravilhosas para toda a região.

Região de Zurique
Zurique figura no topo da lista quando se fala em lazer e prazer. Colinas suaves, bosques de grande sossego, lagos e rios puríssimos, vilarejos pitorescos – tudo isso a um passo de distância dos Alpes. Zurique é o ponto de partida ideal para todos os tipos de passeios, por mais variados que sejam.

Winterthur floresceu a partir de uma antiga cidade industrial, transformando-se num local animado para todas as etnias e tipos de cultura. Winterthur é uma importante cidade de museus – são 17 ao todo –, oferecendo também um amplo leque de possibilidades relacionadas à cultura, esportes e entretenimento. Entre as inúmeras casas noturnas e bares, você também encontrará o único bar da Suíça a permanecer aberto 24 horas por dia, todos os dias do ano. As Cataratas do Reno, a maior queda d'água da Europa, fica a apenas 20 minutos de carro de Winterthur.

Rapperswil, a Riviera da extremidade superior do Lago Zurique, irá encantá-lo com suas inúmeras atrações: o castelo, a antiga parte medieval da cidade, a ponte histórica de madeira e o jardim zoológico infantil de Knies. Igualmente, no entanto, o parque aquático Alpamare e paraíso de descidas e trampolins de Atzmännig são também parte essencial deste destino apropriado para famílias. Seja no verão ou no inverno, a região do Lago Zurique oferece diversas oportunidades de esporte.

Baden
Vale a pena visitar Baden, cidade histórica com um presente animadíssimo – e não só pelo Grand Casino Baden. A região de Zurique é única, sempre ideal para qualquer tipo de bolso, e a visita definitivamente vale a pena. Zug
Nem os próprios habitantes de Zug se cansam de ver: quando o Sol se põe sobre o lago, o horizonte pinta-se de vermelho-sangue e a água reflete um romântico jogo de cores. Igualmente encantador é o centro histórico, onde podemos vaguear por ruelas sinuosas e estreitas, passear ao longo do lago ou presenciar o colorido movimento numa das muitas esplanadas.

Região de Basileia
Descobrir Basileia é uma festa dos sentidos. Ao viver bem no ponto de encontro entre três países, seus habitantes possuem grandes doses do bom e velho saber-viver. Boa comida e bebida são tão importantes para eles como arte e cultura. E com o término do expediente, quando museus e lojas fecham as portas, Basileia mostra seu lado mais exuberante. Jovens e mais velhos mergulham de cabeça na vida noturna da cidade. Aqui, há algo para todos os gostos.

Verão
O Reno, vital curso d'água, é o local perfeito para o lazer. Ele é muito mais do que um grande canal de tráfego. Por sua volumosa massa d'água, o Reno produz um importante impacto ambiental e pessoal, contribuindo enormemente para a alta qualidade de vida que Basileia oferece a seus hóspedes e habitantes. Considere o clima ameno, principalmente durante os gloriosos dias de sol com os quais a cidade é abençoada. O Reno é um precioso lugar para relaxamento, para a prática de esportes ou simplesmente para se desfrutar a vida.

Basileia Mediterrânea
Descobrir Basileia é uma festa dos sentidos. Ao viver bem no ponto de encontro entre três países, seus habitantes possuem grandes doses do bom e velho saber-viver. Boa comida e bebida são tão importantes para eles como arte e cultura. E com o término do expediente, quando museus e lojas fecham as portas, Basileia mostra seu lado mais exuberante. Jovens e mais velhos mergulham de cabeça na vida noturna da cidade. Aqui, há algo para todos os gostos.

Caminhadas e passeios
As ondulantes colinas verdejantes do Jura; o planalto aberto, com suas vistas magníficas; e o vale Laufental ao sul de Basiléia são deliciosas áreas de passeio, longes do frenesi da vida corporativa. Aqui você pode apreciar o idílio rural, em estradas bem sinalizadas. No caminho, descanse em um dos pequenos vilarejos agrícolas que despontam no horizonte.

Inverno
Natal na Basileia – Presente Divino
Com seus muitos pinheiros, fachadas e vitrines cintilantes, Basileia resplandece à luz do Natal. Não é só o animado centro histórico a brilhar com a magnífica iluminação do local: as decorações das lojas e das fachadas de muitos edifícios também se mostram radiantes. No coração da cidade encontra-se o atraente mercado de Natal de Basileia, com uma atmosfera especial e mais de 100 estandes e lojinhas de madeira, todas alegremente iluminadas.

Carnaval de Basileia – quando a cidade enlouquece
O famoso carnaval de Basileia, com duração de apenas três dias, mas para os quais a cidade passa 362 dias se preparando com grande dose de paixão e criatividade, é uma experiência verdadeiramente inesquecível.

Basileia – Coração da Europa
Faça de Basileia o ponto de partida de sua turnê pela Europa e Suíça. Em menos de uma hora pode-se chegar não só a Zurique, Lucerna e Berna, mas também a Estrasburgo, Colmar e Freiburg im Breisgau. A Floresta Negra e a Alsácia ficam a um pulinho de Basileia. Em pouco mais de uma hora também é possível chegar às principais áreas de esqui. Tudo isso porque a Basileia encontra-se no coração da Europa.

Região de Berna
Simplesmente grandioso. Uma leve névoa matiza rios tranquilos com sutis tons pastéis. Telhados de extensões impressionantes abrigam prósperas fazendas no Emmental. Aventure-se pelos inesquecíveis passeios por Berna, ao longo de seis quilômetros de arcadas alinhando as ruas da parte antiga da cidade. O movimento nas barracas dos mercados animam as praças, e os bares e restaurantes, com personalidade marcante, servem refeições saudáveis sob antigos tetos arqueados, enquanto pequenos teatros em cavas, abaixo das arcadas, oferecem ótimo entretenimento.

Região do Lago Genebra
O cantão de Waadt, localizado no centro da região do lago de Genebra, estende-se desde a pacífica Jura até aos fascinantes Alpes de Waadt e ao longo de límpidos e majestosos lagos, que fluem harmoniosamente com o charme autêntico da paisagem.

Verão
Vinhedos levemente inclinados desenham a fronteira das margens do lago, com sua capital, Lausanne, colocada no lado oposto aos mais altos picos alpinos. Cidades animadas e pequenos vilarejos vinícolas espalham-se aleatoriamente. A região parece ser metade sonho e metade realidade, mas os habitantes dos vilarejos agrícolas que trabalham os campos de trigo na planície acima do lago, os habitantes das cidades medievais e os habitantes originais dos castelos sempre tiveram os dois pés firmemente plantados no chão. No sossegado Vallé de Joux, a natureza permanece intocada. As montanhas do Jura situam-se ao norte, e os Alpes de Vaud, a leste, com pastagens verdejantes, vilarejos de chalés, picos de montanhas e geleiras – bem como terraços ensolarados feitos para férias relaxantes e aventuras no esporte.

Inverno
Esqui sobre as geleiras alpinas do cantão de Vaud, esqui nórdico ou caminhadas com raquetes de neve pela extensão do Jura, vida urbana e restaurantes sofisticados – todos os três mundos se juntam na região do Lago Genebra para tornar reais as férias perfeitas. Extensas matas e planaltos irão seduzi-lo, convencendo-o a explorar o Vallée de Joux, o St-Cergue ou o Ste-Croix/Les Rasses.

Uma vida cultural ativa e possibilidades excelentes de compras caracterizam as cidades de Lausanne, Vevey-Montreux, Nyon, Rolle, Morges e Yverdon-les-Bains. Os hospitaleiros vilarejos nas montanhas apresentam uma grande variedade de esportes de inverno: 500 km de pistas, mais de 200 diferentes meios de transporte e destaques especiais, como aventuras em iglus e passeios em balão de ar quente. Poucas regiões oferecem uma variedade tão grande de atividades de férias como a área ao redor do Lago Genebra.

Valais
O pano de fundo é certamente imponente: da geleira do Ródano até o Lago Genebra, mais de 50 picos com mais de quatro mil metros erguem-se em direção aos céus do Valais.

Verão
Encontrar, desfrutar, compreender. O balsâmico calor do verão banha o vale. A água gorgoleja de lagoa em lagoa por pinhais e vinhedos.

Uma brisa fria sopra das geleiras. Os cumes das montanhas parecem mais perto de alcançar os céus que qualquer outra coisa na terra. O rio Ródano é como uma fita azul, alimentado por inúmeros afluentes que emergem de íngremes vales. Em Goms, o rio é bravio; no Valais inferior, gentil. Ele flui, passando por vilarejos nas montanhas com suas casas queimadas de sol, por cidades cuja história antiga e tendências modernas se combinam, e por pomares e vinhedos, até entrar, já domado, no Lago Genebra. Em suma, é uma paisagem de opostos; de íngremes paredões rochosos e Alpes vertiginosos; de alemão e francês; de estilo nortista e mediterrâneo. É uma região que abarca os picos de mais de 4.000 metros, as doze maiores geleiras e um grande número de passos alpinos.

Inverno
O pano de fundo é certamente imponente: da geleira do Ródano até o Lago Genebra, 47 picos com mais de quatro mil metros erguem-se em direção aos céus do Valais. Algumas descidas em neve fofa elevam-se a quase 4.000 metros acima do nível do mar.

Há trilhas com vistas panorâmicas, circuitos de esqui nórdico e descidas de tobogã em vales e colinas. Nesta paisagem cristalina, bosques nevados sob brilhantes céus azuis de inverno se alternam com casas de madeira enegrecidas pela idade – tesouros cuidados e preservados com carinho. A ampla gama de esportes de inverno disponível reflete a variedade deste singular trecho do país. Você pode experimentar as caminhadas com raquetes de neve em Obergoms, acompanhado por cães; cruzar pistas de descida e ir direto para as águas termais, num SPA em uso desde a antiguidade; aprender snowboard; conquistar picos de 4.000 metros sobre esquis de passeio; ou desfrutar de uma noite entre amigos com uma taça de vinho fresco Fendant acompanhado de um prato de queijo Raclette no final do dia – o inverno no Valais nunca vai deixar de encantá-lo.

Fonte: www.swissinfo.ch

Dicas

Visto: Cidadãos brasileiros não necessitam de visto para a Suíça, se o período de permanência no país não exceder 90 dias e se o motivo da viagem for turismo, visita, negócios, estudo, tratamento médico ou participação em congressos ou eventos. No guichê de controle de chegada ao Espaço Schengen (vôo direto para a Suíça) as autoridades suíças poderão exigir os seguintes documentos:
- Passaporte (válido durante o período da estadia no espaço Schengen).
- Passagem de ida-e-volta dentro de 90 dias.
- Comprovante de recursos financeiros (cartão de crédito internacional, cheques de viagem, dinheiro em moeda corrente no país).
- Reserva de hotel ou carta-convite* (em um dos idiomas oficiais da Suíça) da pessoa residente na Suíça, quando se tratar de uma visita a convite. Mais informações, clique AQUI.


Moeda: O sistema monetário é baseado em francos suíços, dividido em 100 centavos ou cêntimos (‘centimes’, em francês e ‘Rappen’, em alemão. Encontre

O franco suíço é usado como moeda de troca em todo o mundo, semelhante aos dólares dos Estados Unidos, o iene japonês, e o euro. Na Suíça o euro, por vezes, é a moeda usada em regiões fronteiriças e aeroportos.
Para conversões de moeda, por favor use calculadora da swissinfo.ch.

Fonte: www.swissinfo.ch


Melhor Época

Chuva e luz: Apesar do território relativamente reduzido, a complexa geografia da Suíça dá ao país uma ampla gama de condições climáticas, muitas vezes no mesmo dia.

As vezes, um lado do Valais pode estar nublado, com chuva, enquanto o outro, ensolarado e ameno. Os ventos alpinos do sul, chamados de Föhn, geralmente trazem ar quente e seco que pode provocar derretimento rápido de neve (e deixar algumas pessoas reclamando de dores de cabeça). Vento frio que sopra do nordeste - a chamada bise - pode trazer céu azul e muito tempestuoso e, no inverno, temperaturas rigorosas.

O vento frio do nordeste, o chamado Bise, pode trazer o céu azul e muito tempestuoso, além de temperaturas extremamente baixas no inverno.

Fonte: www.swissinfo.ch

Cia Eco - Agência de Viagens e Turismo
Rua Sena Madureira, 515 - Vila Mariana
São Paulo/SP - CEP 04021-051
Fone: 55 11 5571.2525 | E-mail: comercial@ciaeco.tur.br
Cadastur: 26.010039.10.0001-7
Acesse nossas redes sociais
Empresa Associada

INTERNACIONAIS


África

África do Sul
Botsuana
Cabo Verde
Etiópia
Madagascar
Marrocos
Moçambique
Namíbia
Quênia
Tanzânia
Tunísia
Uganda e Ruanda
Zâmbia e Zimbábue

África do Norte e Oriente Médio

Egito
Irã
Israel
Jordânia
Líbano
Omã

América Central e Caribe

Anguilla - Caribe
Antígua e Barbuda - Caribe
Aruba - Caribe
Bahamas - Caribe
Barbados - Caribe
Bonaire - Caribe
Costa Rica
Cuba
Curaçao - Caribe
Guatemala
Ilhas Virgens Britânicas - Caribe
Jamaica
Panamá
Porto Rico
República Dominicana
Santa Lucia - Caribe
St Barths - Caribe
St Maarten - Caribe
Turks e Caicos - Caribe

América do Norte

Alasca
Califórnia
Canadá
Havaí
México
Parques Nacionais Americanos
Rota da Música

América do Sul

Amazônia Peruana
Bariloche e Villa La Angostura
Buenos Aires
Colômbia
Cordilheira Blanca
Cuzco e Machu Picchu
Deserto de Atacama e Altiplano
Galápagos
Ilha de Páscoa
Lago Titicaca, Arequipa e Colca
Lagos Andinos
Lima
Mendoza
Nazca, Ica e Paracas
Patagônia Argentina
Patagônia Chilena
Península Valdés
Pucón
Quito, Cuencas e Avenida dos Vulcões
Salar de Uyuni e Altiplano
Salta e Jujuy
San Martín de los Andes
Santiago do Chile
Ski na Argentina
Ski no Chile
Trujillo e Chiclayo
Uruguai
Ushuaia
Venezuela

Antártida

Antártida

Ásia e Extremo Oriente

Bali
Butão
Camboja
Cazaquistão
China
Filipinas
Índia
Indonésia
Japão
Laos
Malásia
Mongólia
Myanmar
Nepal
Sri Lanka
Tailândia
Tibet
Uzbequistão
Vietnã

Europa

Alemanha
Armênia
Azerbaijão
Bélgica
Croácia
Escandinávia
Espanha
Finlandia
França
Geórgia
Grécia
Islândia
Itália
Leste Europeu
Portugal
Reino Unido
Rússia
Rússia - Copa do Mundo 2018
Suiça
Turquia

Ilhas do Índico

Ilha Mauritius
Ilhas Maldivas
Ilhas Seychelles

Oceania

Austrália
Nova Zelândia

Tahiti e Pacífico Sul

Ilhas Fiji
Tahiti e suas ilhas


NACIONAIS


Centro Oeste


Goiás

Chapada dos Veadeiros

Mato Grosso do Sul

Bonito
Pantanal Sul

Mato Grosso

Alta Floresta
Chapada dos Guimarães
Pantanal Norte
Serra do Roncador


Nordeste


Alagoas

Litoral Alagoano

Bahia

Abrolhos
Chapada Diamantina
Ilha de Boipeba
Itacaré
Morro de São Paulo
Península de Maraú
Praia do Forte
Trancoso e Ponta do Corumbau

Ceará

Jericoacoara
Litoral Cearense

Maranhão

Chapada das Mesas
Lençóis Maranhenses e Rota das Emoções
São Luis

Paraíba

Litoral Paraibano
Vale dos Dinossauros e Sertão da Paraíba

Pernambuco

Fernando de Noronha
Litoral Pernambucano

Piauí

Serra da Capivara

Rio Grande do Norte

Litoral Rio Grande do Norte

Norte

Acre

Acre

Amazonas

Amazônia

Pará

Alter do Chão
Belém
Ilha de Marajó

Roraima

Monte Roraima

Tocantins

Jalapão


Sudeste


Minas Gerais

Estrada Real
Serra da Canastra
Serra do Cipó e Inhotim

Rio de Janeiro

Litoral do Rio de Janeiro

São Paulo

Petar e Eldorado


Sul


Paraná

Foz do Iguaçu
Ilha do Mel e Morretes
Reserva Ecológica do Sebuí

Rio Grande do Sul

Aparados da Serra e Cânions do Sul
Travessia Cassino-Chui

Santa Catarina

Florianópolis e Costa das Esmeraldas
Urubici e Serra Catarinense