55 11 5571.2525
OK

  • Home > 
  • Escolha o seu Roteiro > 
  • América do Sul > 
  • 67hile > 
  • Pacotes de viagens para Ilha de Páscoa com especialistas > 

Pacotes de viagens para Ilha de Páscoa com especialistas

Distante do continente, porém de extrema importância fica a Ilha de Páscoa, localizada a 3.700 quilômetros da costa do Chile, um dos pontos mais exóticos do mundo, onde estão as gigantes e curiosas formações rochosas com mais de 800 anos de antiguidade chamadas de Moais, as belas praias e imponentes vulcões, dois inativos que podem ser vistos em vários pontos da ilha e, em algumas de suas crateras, a água represada das chuvas forma hoje grandes lagos; sem falar nos famosos moais, as estátuas monolíticas de expressões muito similares e que atingem até 22 metros de altura e a pesar até 90 toneladas.

Confira as principais atrações: Moais, Ahu Akivi, Ahu Tahai, Ahu Tepeu, Ahu Tongariki, Ahu Vinapu, Ana Kai Tangata, Akahanga, Caverna Te Pahu, Centro Cultural de Orongo, Festa Tapati Rapa Nui, Puna Pau, Praia de Anakena e Ovahe, Vaihu, Vulcão Rano Kao, Vulcão Rano Raraku.

onde fica


Visualizar Cia Eco - Viagens de Experiência em um mapa maior

viajante Cia Eco

Chegamos da Ilha de Páscoa e Atacama extremamente felizes. A viagem foi sensacional, impossível optar pelo melhor destino. Mais uma vez foi tudo perfeito. Agradecemos à Cia Eco pelo excelente serviço prestado e parabenizamos, mais uma vez, a empresa pelo profissionalismo apresentado.

[veja mais]

Saídas regulares

Ilha de Páscoa - 7 dias

Anakena, Ana Kai Tangata, Ranu Kau, Orongo, Ahu Akivi
Saídas diárias até setembro de 2017
Valor a partir de
US$ 996,00 parte terrestre
Validade: setembro de 2016

Ilha de Páscoa - Hangaroa Eco Village & Spa - 4 e 5 dias

Passeios conforme programação do hotel
Saídas diárias
 
Consulte valores com nossa equipe

Destinos conjugados

Ilha de Páscoa - Hotel Explora - 7 dias

Passeios conforme programação do hotel
Saídas diárias até abril de 2018
Valor a partir de
US$ 5.240,00 parte terrestre
Validade: abril de 2018

Deserto do Atacama e Ilha de Páscoa - 12 dias

São Pedro de Atacama, Laguna Cejar, Ojos de Salar, Tebenquinche, Vale da Lua, Vale da Morte, Salar de Atacama, Toconao, Lagunas Altiplânicas, Geysers del Tatio, Termas de Puritama, Santiago, Ilha de Páscoa, Praia de Anakena, Cultura Perdida Rapa Nui, Ana Kai Tangata, Ranu Kau, Orongo, Ahu Akivi
Saídas diárias até dezembro de 2017
Valor a partir de
US$ 2.033,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2017
*Os preços nessa página – a partir de – estão listados em reais, dólares americanos ou euros (conforme especificação).
A taxa sobre transações/remessas internacionais (IRRF) não está inclusa no valor dos pacotes.
A tabela completa com todos os valores, de acordo com o período da viagem, encontra-se disponível em cada roteiro. Clique no título para visualizar todas as informações.
Os preços estão sujeitos à alterações sem aviso prévio. Consulte tarifas especiais para os feriados e datas comemorativas.


Principais Atrações

Confira as principais atrações:

Moais: incrível herança arqueológica da ilha de páscoa. São estátuas de pedra gigantes, em forma de homens, que representam a cultura Rapa Nui. Inúmeros moais, espalhados pela ilha, medem em média 22 metros e pesam cerca de 300 toneladas.

Ahu Akivi: grande plataforma com 7 moais, todos olhando para o mar, as covas de Ana Tepahu e as canteiras de Puna Pau, onde se esculpia a parte superior dos Moais dando forma de Pukao (penteado típico).

Ahu Tahai:
centro cerimonial que reúne testemunhos da cultura Rapa Nui em seu momento de apogeu. O 1º grupo de moai corresponde ao Ahu Vai Uri. Em frente a esse conjunto se encontra a Praça usada para reuniões cerimoniais e religiosas e restos de uma "casa-bote" (hare paenga). Contíguo a uma rampa de pedra está o Ahu Tahai. Mais adiante está o moai solitário Ko Te Riku. O passeio pode ser realizado a pé a partir de Hanga Roa em meio-dia.

Ahu Tepeu: este é um grande ahu, está localizado na costa noroeste, entre Ahu Akapu e o cabo norte. O lado do ahu voltado ao mar é o mais interessante da estrutura. Possui uma parede de 3 metros perto do centro, composta de grandes lajes verticais de pedra. Diversos moai se ergueram sobre o ahu, mas todos foram derrubados. Há restos de uma extensa aldeia, indicados por pedras de cimento de várias casas com forma de embarcação e as paredes de várias casas redondas.

Ahu Tongariki: foi recentemente restaurado. Com seus 15 moais é a estrutura cerimonial mais imponente da ilha. Mais adiante se encontra o maior moai erguido num ahu - Te Pito Te Kura (10 metros).

Ahu Vinapu:
com interessante arquitetura, é formado por dois ahu em ruínas e moais derrubados. Segundo especialistas, o talhado de suas pedras se assemelha muito ao de Machu Picchu. A partir desse ponto, seguindo pela costa, avistam-se inúmeros ahu e moai em ruínas.

Ana Kai Tangata: cova localizada próxima à Orongo, onde os nativos se refugiavam nas épocas de guerra. Neste local, encontram-se numerosas pinturas rupestres.

Akahanga:
na rota de Moai, após visitar Vaihu, encontra-se Akahanga , ruínas em estado natural onde foi enterrado o primeiro rei da ilha.

Caverna Te Pahu: uma das maiores da ilha. Pode-se entrar com lanternas e chegar até a outra boca a 150 metros. A caverna está localizada próxima ao Ahu Akivi.

Centro Cultural de Orongo:
localizado no alto da cratera, a 300 metros sobre o nível do mar, onde se realizava a cerimônia do Homem Pássaro, Tangata Manu. Neste local, encontram-se figuras que representam, dentre outros, o Deus Make-Make, o homem pássaro Tangata Manu e a ave marinha Manutara.

Festa Tapati Rapa Nui: a Ilha de Páscoa possui uma cultura bastante interessante. Alguns costumes da antiga civilização foram mantidos até hoje, podendo ser apreciados, por exemplo, na maior festa popular da ilha, a Tapati, onde é revivida a cerimônia do homem-pássaro, na qual os nativos lembram sua história e evocam antigas tradições, na cidade cerimonial de Orongo. A Tapati Rapa Nui ocorre no início de fevereiro. O objetivo final é a eleição da jovem rainha, que recorda a antiga escolha da virgem oferecida ao Tangata Manu, o homem-pássaro. Há provas físicas, de dança, de músicas antigas, de vestuário entre outros , que conta com a participação de todos os seus habitantes.

Mergulhos:
a Ilha de Páscoa possui uma das águas mais claras do mundo, com uma visibilidade que chega a 50 metros. Além disso, as águas mornas e repletas de peixes tropicais tornam o mergulho ainda melhor. Os mergulhos autônomos são realizados em pontos afastados da costa e podem ser contratados localmente. O valor médio gira em torno de U$ 50,00 a saída de mergulho, incluindo equipamentos básicos.

Puna Pau:
é o local onde os nativos talhavam as "toucas" vermelhas dos moais.

Praia de Anakena e Ovahe:
uma bonita praia, onde encontra-se a plataforma cerimonial de Ahu Tongariki, uma das maiores que a ilha já teve, com quinze moais e um peso estimado de cinquenta toneladas cada um, que foram derrubados no ano 1960 por um maremoto. Pode-se aproveitar um mergulho nas mornas águas que banham a ilha. Segundo a lenda, os primeiros habitantes desembarcaram em suas areias brancas. Um pouco mais adiante encontra-se Ovahe, a 2ª praia da ilha, também muito bonita e boa para o mergulho.

Tour aventura: tour especial realizado em veículo 4x4 com capacidade máxima de três passageiros. Percorre-se toda a costa sul da Ilha para visitar Vai a Heva, escultura construída para armazenar água; Ana o Keke, a gruta das virgens, uma caverna com petróglifos usada em rituais antigos. Segue-se para a praia de Ovahe para um banho, passando antes pela plataforma de Ahu Ra´ai. Após o almoço (picnic), passeio por Vaitea, Rano Aroi e Terevaka, local com a maior altitude da Ilha (540 metros). O retorno ao hotel é feito pelo setor de Ahu Akivi.

Vaihu:
na rota de Moai, Vaihu está cercada por colossais estátuas, que estão deitadas com a cara para o chão.

Vulcão Rano Kao: localizado nas proximidades de Orongo, o vulcão extinto tem, na sua cratera, uma exuberante vegetação e um extenso lago de água fresca coberto de totora (tipo de palha de folha longa). Próximo à cratera, encontra-se o importante centro cerimonial de Orongo com suas 53 casas e petróglifos. Era o local para o culto do Homem Pássaro. Tem-se uma linda vista do oceano e das três ilhotas: Motu Nui, Motu Iti e Motu Kao Kao.

Vulcão Rano Raraku: localizado próximo à costa Sul e ao pé do Poike, é um dos sítios arqueológicos mais procurados, onde os antigos pascuenses esculpiram as estátuas gigantes. Aqui, pode-se cerificar os diferentes estágios de construção de Moai, sendo que o maior deles ainda está sem desprender-se da base da cratera, com uma altura de mais de 20 metros e um peso de mais ou menos 200 toneladas. Foi nas bordas desse vulcão que todos os moais foram talhados e daí transportados para os diversos pontos da ilha. Centenas de moais se encontram abandonados, semi-enterrados ou ainda em construção (um deles de 21 metros). No seu interior se encontra um bonito lago de totora e outro moai. A partir da cratera, pode-se comtemplar uma linda vista do Ahu Tongariki. 

Dicas

Bagagem: são permitidas 1 mala com até 20 Kg por passageiro e 1 sacola de mão de até 8 Kg. Lembre-se de identificá-las e fechá-las com cadeados.
 
Vacina: é obrigatório tomar vacina contra febre amarela dez dias antes do embarque. Necessário Certificado Internacional. Sugerimos também as vacinas anti-tétano e hepatite.
Importante: Desde o dia 1º de junho de 2008, as vacinas NÃO são mais aplicadas nos postos da Anvisa em Aeroportos e Portos do Estado de São Paulo. Nestes locais serão realizadas somente trancrições de certificados nacionais para internacionais. Para mais informações e esclarecimento de dúvidas,dirija-se ao posto de saúde mais próximo ou consulte o Ambulatório de Medicina do Viajante: 55 (11) 5084-5005, na Avenida Borges Lagoa,770. É importante ligar para agendar uma visita.
Em São Paulo,o passageiro pode dirigir-se aos postos localizados nas Rodoviárias do Tietê (aberto diariamente, das 8h às 22h) e Barra Funda (aberto diariamente, das 8h às 20h).
 
Documentação: Para brasileiros, não há necessidade de visto para a entrada no Chile. O único documento exigido é a Carteira de identidade em bom estado de conservação, foto recente e no máximo 8 anos de emissão (a contar com a data de embarque). Não são aceitas para embarque: Carteira Nacional de Habilitação ou carteiras emitidas por entidades de classe (CREA, OAB, CRM). Se levar o passaporte, deixe sempre guardado no cofre do hotel e ande com sua carteira de identidade original.
 
Fuso horário: a Ilha de Páscoa está 1 hora a menos em relação a Brasília. Durante horário de verão, o Chile está duas horas a menos que o Brasil.
 
Idioma: Espanhol
 
Moeda: Peso Chileno
 
Gastronomia: a comida típica da Ilha de Páscoa tem como prato principal o curanto. A preparação dele segue um ritual ligado às tradições dos ilhotas. Os rapa nui cavam um buraco na terra e nele põem pedras aquecidas sobre as quais depositam, em camadas separadas por folhas de bananeiras, ingredientes como peixes, carne vermelha, frango, frutas, batata, doce e outras especiarias locais. Na seqüência, o material é coberto com terra e os nativos fazem uma festa ao redor dessa estranha panela num ritual que inclui dança, cantiga e bebida. Uma celebração gastronômica e dionisíaca. Depois de duas horas, o cheiro da comida invade o ambiente e o curanto é servido com as mãos.

Energia Elétrica: 200V

Embaixada: contato da embaixada da Argentina no Brasil. Tel (61) 3364-7600. Fax. (61) 3364-7666

Alfandêga Brasileira: na chegada ao Brasil são permitidos objetos de uso pessoal, roupas e brinquedos e U$500 em eletrônicos, mais U$500 de Free Shop.

Ligações para o Brasil: para realizar chamadas a cobrar, utilize os códigos do Chile: 800360220 da Entel, ou 800800272 da Telefônica mais o DDD da cidade brasileira e o número do telefone. 
 
Cuidados: tenha sempre a mão o endereço e telefone dos hotéis. Tenha sempre sua carteira de identidade original em mãos, e guarde o passaporte no cofre do hotel. Antes de viajar, confira a previsão do tempo (http://br.weather.com) e o check list que será entregue após a confirmação de sua viagem. Em caso de dúvidas, por gentileza, entre em contato com os consultores da Cia Eco.
 
Dica:
uma boa pedida é alugar cavalos, bicicletas ou mesmo um carro 4x4 para passear pela ilha.


Melhor Época

Para conhecer toda a cultura e história da Ilha de Páscoa, é possível visitá-la em qualquer época do ano.
As águas do Pacífico são sempre frias e para quem quer aproveitar as belas praias da ilha, sugerimos visitar a Ilha entre dezembro e abril, quando o clima é mais quente. Período indicado também para quem quer mergulhar. Como o clima da ilha é subtropical, as chuvas são mais intensas no período de outono. Em geral, maio é o mês que mais chove. Já entre julho e agosto as temperaturas são mais baixas.

A Ilha de Páscoa possui uma cultura bastante interessante. Alguns costumes da antiga civilização foram mantidos até hoje. A Tapati, maior festival folclórico da ilha, acontece nas duas primeiras semanas de fevereiro. Durante a festa, as antigas tradições e competições são mostradas aos visitantes.

 


Cia Eco - Agência de Viagens e Turismo
Rua Sena Madureira, 515 - Vila Mariana
São Paulo/SP - CEP 04021-051
Fone: 55 11 5571.2525 | E-mail: comercial@ciaeco.tur.br
Cadastur: 26.010039.10.0001-7
Acesse nossas redes sociais
Empresa Associada

INTERNACIONAIS


África

África do Sul
Botsuana
Cabo Verde
Etiópia
Madagascar
Marrocos
Moçambique
Namíbia
Quênia
Tanzânia
Tunísia
Uganda e Ruanda
Zâmbia e Zimbábue

África do Norte e Oriente Médio

Egito
Irã
Israel
Jordânia
Líbano
Omã

América Central e Caribe

Anguilla - Caribe
Antígua e Barbuda - Caribe
Aruba - Caribe
Bahamas - Caribe
Barbados - Caribe
Bonaire - Caribe
Costa Rica
Cuba
Curaçao - Caribe
Guatemala
Ilhas Virgens Britânicas - Caribe
Jamaica
Panamá
Porto Rico
República Dominicana
Santa Lucia - Caribe
St Barths - Caribe
St Maarten - Caribe
Turks e Caicos - Caribe

América do Norte

Alasca
Califórnia
Canadá
Havaí
México
Parques Nacionais Americanos
Rota da Música

América do Sul

Amazônia Peruana
Bariloche e Villa La Angostura
Buenos Aires
Colômbia
Cordilheira Blanca
Cuzco e Machu Picchu
Deserto de Atacama e Altiplano
Galápagos
Ilha de Páscoa
Lago Titicaca, Arequipa e Colca
Lagos Andinos
Lima
Mendoza
Nazca, Ica e Paracas
Patagônia Argentina
Patagônia Chilena
Península Valdés
Pucón
Quito, Cuencas e Avenida dos Vulcões
Salar de Uyuni e Altiplano
Salta e Jujuy
San Martín de los Andes
Santiago do Chile
Ski na Argentina
Ski no Chile
Trujillo e Chiclayo
Uruguai
Ushuaia
Venezuela

Antártida

Antártida

Ásia e Extremo Oriente

Bali
Butão
Camboja
Cazaquistão
China
Filipinas
Índia
Indonésia
Japão
Laos
Malásia
Mongólia
Myanmar
Nepal
Sri Lanka
Tailândia
Tibet
Uzbequistão
Vietnã

Europa

Alemanha
Armênia
Azerbaijão
Bélgica
Croácia
Escandinávia
Espanha
Finlandia
França
Geórgia
Grécia
Islândia
Itália
Leste Europeu
Portugal
Reino Unido
Rússia
Rússia - Copa do Mundo 2018
Suiça
Turquia

Ilhas do Índico

Ilha Mauritius
Ilhas Maldivas
Ilhas Seychelles

Oceania

Austrália
Nova Zelândia

Tahiti e Pacífico Sul

Ilhas Fiji
Tahiti e suas ilhas


NACIONAIS


Centro Oeste


Goiás

Chapada dos Veadeiros

Mato Grosso do Sul

Bonito
Pantanal Sul

Mato Grosso

Alta Floresta
Chapada dos Guimarães
Pantanal Norte
Serra do Roncador


Nordeste


Alagoas

Litoral Alagoano

Bahia

Abrolhos
Chapada Diamantina
Ilha de Boipeba
Itacaré
Morro de São Paulo
Península de Maraú
Praia do Forte
Trancoso e Ponta do Corumbau

Ceará

Jericoacoara
Litoral Cearense

Maranhão

Chapada das Mesas
Lençóis Maranhenses e Rota das Emoções
São Luis

Paraíba

Litoral Paraibano
Vale dos Dinossauros e Sertão da Paraíba

Pernambuco

Fernando de Noronha
Litoral Pernambucano

Piauí

Serra da Capivara

Rio Grande do Norte

Litoral Rio Grande do Norte

Norte

Acre

Acre

Amazonas

Amazônia

Pará

Alter do Chão
Belém
Ilha de Marajó

Roraima

Monte Roraima

Tocantins

Jalapão


Sudeste


Minas Gerais

Estrada Real
Serra da Canastra
Serra do Cipó e Inhotim

Rio de Janeiro

Litoral do Rio de Janeiro

São Paulo

Petar e Eldorado


Sul


Paraná

Foz do Iguaçu
Ilha do Mel e Morretes
Reserva Ecológica do Sebuí

Rio Grande do Sul

Aparados da Serra e Cânions do Sul
Travessia Cassino-Chui

Santa Catarina

Florianópolis e Costa das Esmeraldas
Urubici e Serra Catarinense