55 11 5571.2525
OK

  • Home > 
  • Escolha o seu Roteiro > 
  • África > 
  • África do sul > 
  • Pacotes de viagens para África do Sul com especialistas > 

Pacotes de viagens para África do Sul com especialistas

Durante muito tempo pensar em África do Sul era pensar em apartheid, o regime de segregação entre brancos e pretos. Com o fim do apartheid em 1994 e a eleição do primeiro presidente negro do país, Nelson Mandela, o país abriu as portas e os braços para o turismo, mostrando toda a sua beleza.

Aliando uma natureza exótica e exuberante a uma excelente infra-estrutura, a África do Sul pode ser uma aventura incrível e enriquecedora.

Há aproximadamente 500 anos, os navegantes portugueses dobraram o Cabo da boa Esperança, no caminho para as Índias. Foi aí que nasceu a mais antiga e bela cidade da África do Sul: Capetown. Entre o mar e a montanha (Table Mountain), Capetown oferece diversas opções para a prática dos esportes radicais, mesmo sendo um lugar bastante sofisticado.

A imagem da África selvagem também está representada no país. Um safári pelo Kruger National Park, uma das principais reservas de mamíferos do mundo, permite observar a vida dos animais em seu próprio habitat. Girafas, zebras ou hienas são corriqueiros. Emocionante mesmo é ver os Big Five, os cinco mamíferos mais difíceis de serem caçados pelo homem (leão, elefante, búfalo-africano, leopardo e rinoceronte).

E se no território sul-africano existem inúmeras riquezas, seu subsolo não deixa por menos. Ali está a maior reserva de minerais do mundo. Por isso Johannesburg ficou conhecida como a cidade de ouro, que é a base econômica da região. Preste atenção a tudo isso e ainda guarde um tempo para apreciar a fantástica cultura sul-africana, representada nos costumes e tradições do negros e no requinte europeu.

Conte com a nossa consultoria para elaborar o roteiro ideal, conciliando seu tempo, seu perfil e o que a África tem de melhor na época do ano escolhida para sua viagem. Assim, combine as belezas da África do Sul com os exuberantes safáris do Quênia ou da Tanzânia ou aproveite para conhecer uma das sete maravilhas naturais do mundo, Victoria Falls, na Zâmbia. Ir até Ruanda para ver de perto os gorilas das montanhas ou encontrar os macacos dourados de Nyungwe Forest que estão em extinção também são uma imersão na vida selvagem. Ou ainda, mergulhar nas águas do Índico, um verdadeiro paraíso: a Praia de Tofo, em Moçambique. Por fim, para casar aventura e romantismo, uma de nossas sugestões é estender a viagem até as fascinantes Ilha Mauritius.

onde fica


Visualizar Cia Eco - Viagens de Experiência em um mapa maior

viajante Cia Eco

...A Cia Eco está de parabéns pela competência desde o nosso primeiro contato com vocês, o lindo roteiro por vocês escolhido ... Nossos parabéns à toda equipe pelo grande conhecimento que têm em organizar viagens com experiências únicas e que transformaram completamente a nossa viagem e pelos serviços diferenciados de desvendar lugares diferentes tão espetaculares...

[veja mais]

Promocional

África do Sul - Cape Town e Região do Kruger - 7 dias

Lodges à sua escolha
Saídas diárias até outubro de 2017
Valor a partir de
US$ 662,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

África do Sul - Guia em português e espanhol - 7 dias

Johannesburg, White River, Kruger Park, Cidade Do Cabo
Saídas às segundas-feiras até outubro de 2017
Pagamento em 10x
Valor a partir de
US$ 800,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

África do Sul - Safári e Vinhos - 8 dias

Kapama River Lodge, Cape Town, Stellenbosch ou Franschhoek
Saídas diárias até outubro de 2017
Valor a partir de
US$ 1.204,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

Saídas regulares

África do Sul Luxo - Cape Town e Região do Kruger - 7 dias

Lodges à sua escolha
Saídas diárias até outubro de 2017
Valor a partir de
US$ 2.333,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

África do Sul - Virgin Limited Edition - 9 dias

Região do Kruger Park, Franschhoek, Cape Town
Saídas diárias até setembro de 2017
Valor a partir de
US$ 2.712,00 parte terrestre
Validade: setembro de 2017

África do Sul com Estilo - 12 dias

Johannesburg, Região do Kruger Park, Cape Town, Franschhoek, Stellenbosh
Saídas diárias até dezembro de 2017
Pagamento em 10x
Valor a partir de
US$ 3.950,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2017

África do Sul - Rota Jardim - Fly and Drive - 16 dias

Port Elizabeth, Shamwari Game Reserve, Knysna, Oudtshoorn, Swellendam, Stellenbosch, Cape Town
Saídas diárias até abril de 2017
Valor a partir de
US$ 3.002,00 parte terrestre
Validade: abril de 2017

Extensão - Blue Train - 2 dias

Johannesburg, Pretoria, Cape Town
Saídas em datas específicas até dezembro de 2017
Valor a partir de
US$ 1.464,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2017

Extensão - Rovos Rail - 3 dias

Johannesburg, Pretoria, Kimberley, Matjiesfountein, Cape Town
Saídas em datas específicas até setembro de 2017
Valor a partir de
US$ 1.672,00 parte terrestre
Validade: setembro de 2017

Destinos conjugados

Ilha Mauritius e África do Sul - 12 dias

Mauritius, Johannesburg, Kruger Park, Cape Town
Consulte as cortesias para Lua de Mel
Valor especial para noivas
Valor a partir de
US$ 1.320,00 parte terrestre
Validade: novembro de 2017

África do Sul e Namíbia - 8 dias

Johannesburg, Swakopmund, Sossusvlei, Capetown
Saídas em datas específicas até outubro de 2017
Valor a partir de
US$ 1.399,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

África do Sul e Botsuana - 9 dias

Delta do Okavango, Reserva Moremi, Cape Town
Saídas diárias até outubro de 2017
Valor a partir de
US$ 4.814,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

África do Sul e Moçambique - 10 dias

Hotéis da &Beyond Kirkman's Kamp, Exeter River Lodge, Leadwood Lodge, Ngala Safari Lodge, Ngala Tented Camp e Benguerra Island
 
Consulte valores com nossa equipe

África do Sul e Quênia - 10 dias

Johannesburg, Nairobi, Maasai Mara, Cape Town
Saídas diárias até outubro de 2017
Valor a partir de
US$ 2.325,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

África do Sul e Ilhas Mauritius - 12 dias

Mauritius, Johannesburg, Cape Town, Kapama
Saídas diárias até outubro de 2017
Valor a partir de
US$ 1.633,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

África com Trem Shongololo Express - 12 dias

Pretória, Nelspruit, Kruger Park, Maputo, Reino da Swazilândia, Kapama, Grande Zimbabwe, Parques de Antílope e de Matobo, Reserva de Hwange, Victoria Falls
Saída especial: 20/07/17
Pagamento em 10x
Valor a partir de
US$ 4.315,00 parte terrestre
Validade: julho de 2017

África do Sul e Ilhas Seychelles - 14 dias

Mahé, Cape Town, Região do Kruger Park, Johannesburg
Saídas em datas específicas até novembro de 2017
Valor a partir de
US$ 3.397,00 parte terrestre
Validade: novembro de 2017

Réveillon

Réveillon - África do Sul - 9 dias

Região do Kruger Park & Cape Town
Saídas garantidas: 25 e 26/12/17
Pagamento e, 10x
Valor a partir de
US$ 3.817,00 aéreo + terrestre
Validade: dezembro de 2017

Férias de Julho

Férias - África do Sul - 10 dias

Johanesburgo, Pilanesberg, Sun city, Cape Town
Saída especial:01/07/17
Guia em português ou espanhol
Valor a partir de
US$ 2.598,00 aéreo + terrestre
Validade: julho de 2017

Viagem em familia

África do Sul - Madikwe Game Reserve - 8 dias

Sáfari e atividades especiais para as crianças, Cape Town
Saídas diárias até novembro de 2017
 
Consulte valores com nossa equipe

África do Sul - 9 dias

Kruger Park, Sun City, Cape Town , Cabo da Boa Esperança
Promoção família: valor do pacote para 2 adultos e 2 crianças
 
Consulte valores com nossa equipe

África do Sul - Diversão em família - 8 dias

Região do Kruger Park, Cape Town
Saídas diárias até outubro de 2017
Valor a partir de
US$ 1.416,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

Viagem em grupo

África do Sul - Vinhos da Península do Cabo - 10 dias

Johannesburg, Cape Town, Stellenbosch
Saídas especiais: 06/10/17 com Carlos Cabral
Valor a partir de
US$ 4.990,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017
*Os preços nessa página – a partir de – estão listados em reais, dólares americanos ou euros (conforme especificação).
A taxa sobre transações/remessas internacionais (IRRF) não está inclusa no valor dos pacotes.
A tabela completa com todos os valores, de acordo com o período da viagem, encontra-se disponível em cada roteiro. Clique no título para visualizar todas as informações.
Os preços estão sujeitos à alterações sem aviso prévio. Consulte tarifas especiais para os feriados e datas comemorativas.


Principais Atrações

.: Capetown :.

Segunda cidade mais populosa da África e uma das mais bonitas de todo o continente, divide com Sydney (Australia), São Francisco (EUA) e Rio de Janeiro (Brasil) o título de uma das baías mais bonitas do mundo. Cape Town era importante ponto de parada na rota de especiarias da Ásia, mas pouco se sabe sobre sua colonização e seus primeiros moradores. Fica a 60 km ao norte de Cape Point, com o Oceâno Atlântico à frente e a famosa Table Mountain ao fundo. A montanha é conhecida por ser local de grande concentração de energias espirituais com lindos penhascos de quartzo que se erguem sobre a cidade. O local é perfeito para quem gosta de aventura e esportes ao ar livre, como hiking, escalada, mergulho e golfe. Uma cidade de clima mediterrâneo e céu azul onde se localizam muitas das mais bonitas atrações turísticas do mundo. Conheça algumas delas abaixo:

Table Mountain National Park:
Table Mountain está entre as cinco melhores e mais conhecidas atrações de Cape Town e pode ser considerada como símbolo da cidade. Conhecida por suas enormes montanhas com até mil metros de altura, penhascos e vegetação exuberante, oferece vistas magníficas aos visitantes. O parque, inaugurado em maio de 1998 com o objetivo de proteger o meio ambiente, também abriga outra atração imperdível: o Cabo da Boa Esperança, perto do extremo sul da África.

Cabo da Boa Esperança e Cape Point:
inicialmente denominado Cabo das Tormentas, foi dobrado pela primeira vez em 1488 pelo navegador português Bartolomeu Dias. O nome mudou devido às boas perspectivas de se chegar a Índia. O Cabo da Boa Esperança fica a cerca de 1 hora e meia da cidade, por isso e bom reservar uma manhã para conhecer o local. Para tanto, é preciso subir a montanha Cape Point por bondinho ou por uma escada (cerca de 10 minutos de subida). O vento no local é muito forte.

Victoria & Alfred Waterfront:
situado em no porto da cidade que passou por uma grande remodelação na década de 1990. Hoje abriga restaurantes charmosos, shoppings, cinemas, teatro e hotéis, sendo bastante frequentado por turistas e moradores locais. Aqui se localiza também o "Two Oceans Aquarium" uma das atrações turísticas mais visitadas em Cape Town. Mais de 3000 animais marinhos, incluindo tubarões, peixes, tartarugas e pingüins podem ser vistos nesta espetacular reserva.

False Bay:
o local é muito procurado para pratica do surf, banhos de mar e mergulho já que as águas são mais quentes. O nome é uma alusão a antigos navegadores que ancoravam seus barcos na baía errada - a certa seria a baía do Cabo. Lá há uma pequena ilha de granito que é um dos principais locais de ocorrência do leão-marinho, que por sua vez atrai um grande número de tubarões-brancos. Os turistas mais corajosos podem mergulhar em gaiolas para observá-los bem de perto, acompanhados de uma equipe especializada. As costas leste e oeste da baía são bastante montanhosas; já a costa norte é constituída por uma praia arenosa, de declive suave e urbanizada devido à proximidade do centro da Cidade do Cabo.

Boulders Beach:
localizada na costa de False Bay (Baia Falsa), no Parque Nacional de Table Mountain, possui águas mais quentes e cenário paradisíaco com uma grande quantidade de pinguins ao longo de sua extensão. Na década de 1980 essas aves chegaram a praia e encontraram um ambiente propício para sua reprodução. O local abriga também outras espécies de aves e mamíferos, tais como golfinhos e baleias. Devido à formação geológica, as águas desta praia são mais calmas, sendo ideais para as crianças e para passeios de barco e caiaque.

Jardim Botânico Kirstenbosch:
fundado em 1913, o jardim possui mais de 9 mil espécies de plantas da África do Sul são cultivadas e conservadas no local. A área do jardim foi doada pelo magnata dos diamantes Cecil Rhodes em 1895. Nos domingos de verão, entre Novembro e Abril, o jardim abre espaço para concertos musicais nos fins de tarde. Os turistas podem utilizar o espaço para relaxar ou até mesmo fazer um piquenique com a família. Vale lembrar que é preciso pagar uma taxa para entrar no jardim.

Região dos Vinhos:
 o vinho é um dos principais produtos de exportação agrícola do país, sendo cultivado por 4.500 produtores, com cerca de 340 vinícolas em operação. Há uma boa diversidade de meso-climas e terroirs que trazem diferentes vocações em termos de variedades de uvas utilizadas e vinhos produzidos. Em 1973, houve a demarcação de cinco regiões de vitivinicultura: o Coast, o Olifants River, Boberg, Breede River Valley, e Klein Karoo, todas subdivididas em distritos e bairros. A Região Litorânea consiste nos distritos de Paarl, Stellenbosch, Swartland, Tulbagh, Tygerberg e Cape Point. Muitos bairros importantes, tais como Constantia, Durbanville, Franschoek e Simonsberg ficam dentro desta área. A maioria das vinícolas são abertas ao público e algumas oferecem uso de dependências como restaurantes, centro de convenções, além da degustação dos vinhos da fazenda.

Inverdoorn:
Para quem quer viver uma experiência semelhante à de um verdadeiro safári, o Inverdoorn Game Reserve é o lugar perfeito. O parque de 10 mil hectares está localizado há pouco mais de 2 horas de carro de Cape Town, numa belíssima estrada rodeada de montanhas. As atividades vão dos tradicionais esportes como natação, tênis, passeios de bicicleta a trilhas pelas montanhas. O visual é magnífico e o turista terá ainda a oportunidade de ver de perto animais como rinoceronte, zebra num emocionante passeio guiado a bordo de um 4x4. As opções de hospedagem são em guesthouses ou chalés com ar condicionado.

Hout Bay:
localizada a 20 km ao sul de Cape Town, é conhecida pelos surfistas por suas grandiosas ondas. É nesta praia onde se realiza anualmente uma importante competição de surfe no país. Além das ondas, aproveite para conhecer o famoso Chapman's Peak Drive, um pitoresco caminho por entre as montanhas, e os fortes holandeses construídos o século XVIII. É possível realizar também um passeio de barco até a “ilha das focas” e observar centenas de leões marinhos mergulhando nas águas do oceano Atlântico.

Robben Island:
local onde Nelson Mandela e outros líderes africanos ficaram presos durante a apartheid. A prisão fica numa ilha afastada da terra firme, justamente para impedir que os prisioneiros não fugissem a nado, e é Patrimônio da Humanidade desde 1997. O ferry que leva os turistas até Robben Island proporciona vistas belíssimas de Table Mountain. O traslado leva cerca de meia hora.

Worcester:
grande cidade sul africana próxima a Capetown. Está cercada de vales verdejantes e montanhas majestosas, e fica próxima ao Karoo National Botanical Gardens, um imenso jardim com muitas espécies de flores, plantas cultivadas e uma área de mata preservada com trilhas que dão vista para o Vale do Rio Breede. A cidade é conhecida também por uma vida cultural ativa, pelos vários museus, e por se situar na maior área de produção de vinhos do país. Quem passa por lá não pode deixar de visitar a Rota do Vinho de Worcester.

Trem Azul:
esse hotel móvel cinco estrelas já transportou presidentes e reis. Hoje, é um dos mais sofisticados trens do mundo. O hóspede usufrui das delícias preparadas pelos chefs à bordo, acompanhadas dos melhores vinhos sul africanos. O trajeto entre Pretória e Cape Town dura 27 horas e percorre 1600 Km. Existe também uma rota de Pretória até Durban e uma de Pretória para o Bakubung Game Lodge.

Rovos Rail:
saindo de Pretória, a companhia ferroviária Rovos Rail oferece dois trens clássicos restaurados, cada um com capacidade para 72 passageiros acomodados em 36 espaçosas e luxuosas suítes. O uso de mobiliário e decoração antigos cria uma atmosfera de elegância e grandiosidade nos vagões. Desde 1989, ano de sua inauguração, adquiriu reputação internacional e a reconstruída Capital Park Station tornou-se a estação dos trens.

Safári de Balão: Oferece uma vista panorâmica e exclusiva da planície africana, além da oportunidade de avistar animais de grande porte, tais como elefantes, rinocerontes, leões e búfalos, entre outros animais. As atividades se iniciam no início da manhã, antes do nascer do sol, e tem duração aproximada de cinco horas, sendo uma hora de vôo de balão. Alguns comportam até 16 pessoas. Aconselhamos a compra deste passeio localmente, já que o valor não é reembolsável e sua confirmação depende das condições do tempo. Para participar é preciso ter mais de 11 anos altura mínima de 1, 30 m. Inclui: assistência de guia em inglês, transfer hotel ou game lodge/ local de vôo/ hotel ou game lodge, vôo de balão e champagne.

Safári de Elefante: Três lodges na África do Sul oferecem o safári de elefante: Camp Jabulani, Addo Elephant e o Elephant Sanctuary. Durante o passeio, os participantes aprendem um pouco mais sobre os hábitos desse dócil animal e como se comportam em seu hábitat atural. O instrutor também fala sobre a fauna e flora do local, bem como regras de segurança. O tempo de duração varia de 20 minutos a 3 horas e o passeio só é recomendado para maiores de 8 anos. Há plataformas especiais para subir e descer do elefante. Inclui: assistência de guia em inglês.

Johannesburgo:
conhecida como a cidade do ouro, é o principal centro industrial, financeiro e comercial do país. O que não falta em Johannesburgo são opções de programas culturais e históricos. Alguns dos lugares que podem ser visitados são a antiga cidade do ouro (Gold Reef City), o Jardim Botânico, o Complexo Teatral do Mercado e a Galeria de Arte de Johannesburgo, que abriga uma das mais valiosas coleções de arte do país. Rodeando este ambiente cultural, existe uma natureza imponente: rios, lagos e montanhas, além de uma fauna e flora riquíssimas.

Sun City:
para quem gosta de conforto e grandes atrações, Sun City é o lugar certo. A cidade é um parque turístico construído para receber e entreter os turistas. A menos de duas horas de Johannesburg, possui cassinos, hotéis e até uma praia artificial com ondas. Mas a maior atração de Sun City é o Hotel The Palace, o único do mundo considerado seis estrelas, esbanjando luxo por todos os lados.

Kruger National Park: localizado na fronteira com o Moçambique, o Kruger Park é a melhor opção para quem quer fazer um safári sem sair da África do Sul. O parque, uma das maiores reservas de mamíferos do mundo, com mais de 140 espécies, abriga também 500 espécies de pássaros, 114 de répteis, 49 de peixes, 33 de anfíbios e mais de 23 mil de plantas em 21,5 mil Km². Entre os mamíferos, estão os conhecidos big five: leão, elefante, leopardo, búfalo e rinoceronte. Mesmo em protegido, o Kruger Park possui uma excelente infra-estrutura com diversos hotéis, restaurantes e todo o conforto das reservas privadas vizinhas.



 .:
Rota Jardim :.

É um roteiro turístico sul africano que percorre um trecho cênico litorâneo que começa em Capetown e acaba em Port Elizabeth. É considerado o passeio mais popular da África do Sul depois da visita à Capetown. Turistas são atraídos durante o ano todo pelas florestas nativas, lagos de água fresca, enseadas escondidas, praias de areias brancas e vilarejos. De Capetown, segue-se pela estrada nacional (N2) através da Overberg, ou toma-se a rota mais sinuosa do litoral ao longo da Costa da Baleia, alcançando a Baía Mossel, onde a estrada nacional continua ao longo da costa, ladeada por montanhas, de um lado, e pelo Oceano Índico, do outro. Uma vez na Baía Mossel, a N2 segue a ondulante costa no caminho para o Port Elizabeth. Essa costa plana e estreita é bem arborizada e cercada principalmente por extensivas lagoas que correm através da barreira de dunas e soberbas praias de areia branca. A região possui alguns dos maiores trechos de florestas indígenas do país. O ponto alto da Rota Jardim inclui a estreita costa Wilderness, a lagoa Knysna e a Baía Plettenberg, que combina algumas das melhores praias da África do Sul com lindas florestas e vegetação nativa. Próximo à Baía Plettenberg está o intocado Parque Nacional Tsitsikamma, onde densas e intocadas florestas são cortadas por rios e cachoeiras que fluem pela costa.

Hermanus:
nome dado em homenagem a um antigo fazendeiro de ovelhas e professor itinerante, a cidade é um dos melhores pontos para avistamento de baleias do país. A cidade conta até mesmo com uma trombeta, que é soada toda vez que baleias aparecem no litoral. Dessa maneira, as pessoas ficam sabendo que elas estão na praia e correm para vê-las. Outro atrativo é o Museu do Cais (Harbour Museum) e a rota do vinho de Hermanus, a 2 Km da cidade. É também um dos únicos lugares do país onde são agendados passeios com tubarões brancos.

Knysna: um dos mais conhecidos destinos da província de Southern Cape, ponto obrigatório de parada na Rota Jardim. Situa-se entre densas florestas e uma tranquila lagoa que abriga um enorme criadouro de ostras, eleitas como das mais saborosas do mundo. A parte mais deslumbrante da cidade são as colinas que guardam o estuário da lagoa, no seu encontro com o mar. Existe um mirante imperdível na colina oriental que pode ser visitado. Entre os atrativos culturais e históricos, estão o Millwood House Museum, que conta a história da cidade na época da corrida pelo ouro da região, e as Millwod Gold Mines, que foram exploradas a partir de 1885. A praia mais próxima da cidade é Buffalo Bay, um paraíso para os banhistas.

Noetzie:
a 10 Km de Knysna, esta enseada é única dentre as encontradas no percurso da Rota Jardim. A beleza natural intocada desta praia, que se tornou em 1999 uma área de conservação a pedido dos moradores locais, está em sua areia dourada, nas florestas da encosta e nas águas pretas da lagoa. Para chegar até lá, é preciso estacionar o carro e descer à pé por uma encosta. Os únicos moradores do local habitam belas casas construídas em forma de castelo.

George:
conhecida como a capital da Rota Jardim, pois fica a meio caminho entre Capetown e Port Elizabeth. De costas para as Outeniqua Mountains e de frente para o Oceano Índico, em um platô de 10 Km de extensão, é lembrada pelas paisagens majestosas da região em que se encontra, pelo avistamento de baleias na costa, pelo George Crocodile Park, pelas visitas à região montanhosa, seja de bicicleta ou carro, e pelos campos de golf. É também conhecida por ter sido a sexta cidade sul africana a ser fundada e possui alguns atrativos históricos interessantes, como o carvalho inglês que recebeu o nome de Árvore Escrava, por ter sido acorrentado, ou a Biblioteca Rei Eduardo VII, pelo exemplo arquitetônico.

Mossel Bay: situada entre a Cidade do Cabo e Port Elizabeth, Mossel Bay é uma vila costeira e capital da famosa Rota Jardim. Significa "Baía das Ostras" e possui muitas atrações como a réplica em tamanho original da caravela de Bartolomeu Dias, o Museu das Conchas, que conta a história do seu uso pelo homem ao longo do tempo, e o Post Office Tree, uma árvore declarada um Monumento Nacional onde hoje existe uma bota de pedra em memória à história do desbravador Pedro de Ataíde que no ano de 1500 deixou uma carta em uma bota debaixo dessa árvore e, um ano depois, foi encontrada por João da Nova. Além disso, essa é uma das regiões de maior concentração de tubarões brancos no mundo e é possível fazer um passeio para vê-los através de operadoras locais.

Outeniqua Choo-Tjoe:
o itinerário entre George e Mossel Bay, percorrido pelo único trem a vapor ainda em atividade na África do Sul (são 52 Km pela Rota Jardim) é uma viagem única, com vistas impressionantes para o Oceano Índico. O passeio começa no Museu do Transporte de Outeniqua e termina no Museu da Estação Dias. Lá, pode-se ver a réplica da caravela de Bartolomeu Dias.

Oudtshoorn
: cercada por belezas naturais, Oudtshoorn é conhecida por ser a capital dos avestruzes. Localizada aos pés das montanhas Swartberg, Outeniqua e Kamanassie, oferece ao visitante belas cachoeiras, a Passagem Swartberg, entre Oudtshoorn e Prince Albert, um dos melhores cenários para se dirigir na África do Sul, além de muitas outras atrações como as Cango Caves, que são um complexo de cavernas com formações misteriosas e muitas criações de avestruzes ao redor da cidade. Três delas estão preparadas para receber o visitante. A criação de crocodilos também é um atrativo local.

Cango Caves:
localizadas próximas de Oudtshoorn, é um complexo de cavernas com belas formações rochosas, que variam em cor e forma. Foram descobertas, segundo a lenda, em 1780. Antigamente, o acesso era iluminado por velas. Hoje, é possível visitá-las sem se preocupar com a iluminação, pois todas as galerias são abastecidas de luz.

Plettenberg Bay:
originalmente chamada de Baía Formosa pelos primeiros exploradores portugueses. A região é abrigo de uma natureza exuberante: as florestas aos pés das montanhas Outeniqua e Tsitsikamma são portão de entrada para territórios indígenas africanos e lar dos únicos elefantes de floresta remanescentes da África do Sul. São 10 reservas naturais de variados ecossistemas e reservas marinhas únicas. De julho a dezembro, a baleia franca chega à região para se reproduzir. A área é fantástica para a prática de canoagem, mountain bike, para caminhadas, cavalgadas, mergulho e surf. 

Parque Nacional de Tsitsikamma:
 próxima de Plettenberg Bay, a Floresta de Tsitsikama possui árvores de 36 metros de altura, bosques com escarpas e rios que oferecem vistas panorâmicas incríveis. Ótimo local para se fazer caminhadas e trekkings (podem se estender de 2 a 5 dias). Durante os passeios, podem ser vistos elefantes, búfalos e as mais belas espécies da árvore nacional sul africana – a outeniqua. O parque  oferece estrutura para a prática do arvorismo, permite que alguns trechos sejam percorridos de bicicleta e possui guias para recepcionar os visitantes.

Bloukrans Bridge:
localizada na região de Tsitsikamma, é uma ponte arcada, 216 metros acima do Rio Bloukrans. A construção, finalizada em 1984, tem 451 metros de extensão e é onde funciona hoje o bungee jump mais operado no mundo, uma queda livre de 160 metros, percorrida em 7 segundos.

Swellendam:
é a terceira cidade mais antiga do país (fundada em 1745), depois da Cidade do Cabo e Stellenbosch. Aos pés das montanhas Langenberg, rodeada de uma fauna e flora exuberantes, a cidade possui ainda uma rica arquitetura preservada e  plantações de youngberries (um tipo de amora híbrida). Zebras, rebhoks-cinzentos (antílope endêmico na África do Sul) e variadas espécies de pássaros são facilmente vistos. A região é propícia para a prática de mountain bike, canoagem e caminhadas. Além disso, encontram-se 4 reservas naturais nas proximidades.

Barrydale:
próxima de Swellendam, é uma vila aconchegante com paisagens montanhosas, e possui uma história de prosperidade econômica iniciada com Barry, um inglês que ocupou a região no começo do século XIX, sempre lembrado pela cidade. Todas as atrações podem ser vistas em pequenas caminhadas. A mais antiga adega está aberta à visitação e, pelos arredores, pode-se passear de bicicleta, quad bikes e à pé, pelas Langeberg Mountains. A alguns quilômetros, está a Sanbona Wildlife Reserve, onde existe uma abundância de vida selvagem preservada.

Paarl:
terceiro mais antigo reduto europeu na África do Sul, localizada na província de Western Cape, a cidade de Paarl, que em holandês significa pérola, está 60 Km a nordeste de Capetown. É mais conhecida pela Pearl Mountain, o segundo maior complexo de rochas graníticas do mundo, que compõe o cenário da cidade. Nas redondezas, entre as montanhas e em seu vale existem uma flora e fauna muito ricas, que atraíram a atenção de Charles Darwin no século XIX. Os passeios pela região podem ser feitos em balão, bicicleta, à cavalo ou de carro.

Port Elizabeth:
localizada a 770 Km de Capetown, na província de Eastern Cape, é a segunda cidade mais antiga do país e também um dos seus maiores portos. Hoje, seu passado se mistura à contemporaneidade de forma muito harmoniosa. Está rodeada de belas praias, tem um clima agradável durante o ano todo e conta com uma infra-estrutura completa para o turista. Próximas da cidade podem ser exploradas várias reservas de vida selvagem, como a Shamwari Game Reserve, o Addo Elephant Park e outras menores. É comum também a prática de mergulho, surf, esportes náuticos e marinhos pela região.

Costa das Baleias:
oferece uma impressionante e cênica vista da costa e das amplas baias, ladeadas por pequenas vilas isoladas. A elegante, ativa e pequena cidade de Hermanus possui o melhor local para observação de baleias no mundo e isso atrai milhões de amantes da natureza todo o ano na alta temporada (entre agosto e dezembro). Além disso, ao longo dessa costa está o Cabo Agulhas e a estranha vila de pescadores de Arniston. Por causa da sua proximidade com Capetown, a Costa das Baleias é um dos destinos mais populares no fim de semana dos capetonianos.

Dicas

Bagagem: Fique atento para as restrições da bagagem de mão e leia atentamente o check list que será entregue após a confirmação de sua viagem. Em caso de dúvidas, por gentileza, entre em contato com os consultores da Cia Eco.
 
Documentação: Brasileiros não necessitam de visto até 90 dias (estudo, turismo e/ou negócios), basta apenas apresentar o passaporte com validade de até 1 (um) mês (da data de retorno ao Brasil), com pelo menos 2 (duas) páginas em branco.

A partir de 01 de Outubro de 2014: a imigração da África do Sul exigirá que crianças em viagem (abaixo de 18 anos de idade) apresentem os seguintes documentos, no caso de estarem:
- Viajando com os pais: certidão de nascimento original (ou cópia autenticada) + tradução juramentada para o inglês (original);
- Viajando apenas com um dos pais:: certidão de nascimento original (ou cópia autenticada) + autorização de viagem com firma reconhecida + tradução juramentada para o inglês, de ambos os documentos (original);
- Viajando com o responsável legal: : certidão de nascimento original (ou cópia autenticada) + documento oficial da guarda do menor + tradução juramentada para o inglês, de ambos os documentos (original);
- Desacompanhado: : certidão de nascimento original (ou cópia autenticada) + autorização de viagem com firma reconhecida + tradução juramentada para o inglês, de ambos os documentos (original);+ carta em inglês do responsável na África do Sul, com reconhecimento de firma, informando endereço, telefone e documentos + cópias autenticadas dos documentos do responsável pelo menor na África do Sul.


Vacina:
é obrigatório apresentar o comprovante internacional de vacina contra febre amarela. Além disso, é extremamente importante a medicação anti-malária, já que as reservas privativas do Kruger National Park estão localizadas em zona de malária.
Recomenda-se também as vacinas contra Hepatite A (em duas doses, sendo que ao tomar a primeira, a pessoa já estará imune), disponível em clínicas particulares, e contra tétano e febre tifóide, disponíveis nos Hospitais Emílio Ribas, Hospital das Clínicas e Ambulatório de Medicina do Viajante da Vila Clementino. É interessante informar que as vacinas devem ser tomadas com antecedência - no caso de febre amarela, até 10 dias antes da viagem - para não ser surpreendido com a falta de alguma delas na ocasião da procura nos hospitais.

- Hospital Emílio Ribas: Av. Dr. Arnaldo, 165. Atendimento de Seg. a Sex., das 12h30 às 15h. Agendar: 55 (11) 3896 1366.
- Hospital das Clínicas: Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 255. Atendimento de Seg. a Sex., das 07h30 às 15h.

Atenção: Desde o dia 1º de junho de 2008, as vacinas contra febre amarela NÃO são mais aplicadas nos postos da Anvisa em Aeroportos e Portos do Estado de São Paulo. Nestes locais serão realizadas somente trancrições de certificados nacionais para internacionais. Para mais informações e esclarecimento de dúvidas,dirija-se ao posto de saúde mais próximo ou consulte o Ambulatório de Medicina do Viajante: 55 (11) 5084-5005, na Avenida Borges Lagoa, 770. É importante ligar para agendar uma visita.
Em São Paulo, o passageiro pode dirigir-se aos postos localizados nas Rodoviárias do Tietê (aberto diariamente, das 8h às 22h) e Barra Funda (aberto diariamente, das 8h às 20h). 
 
Fuso Horário: + 5h em relação ao horário de Brasília. No verão, a diferença é de apenas 4h.
 
Idioma: Inglês. 
 
Moeda: Rande. As notas vêm em R10, R20, R50, R100 e R200. Impostos sobre a mercadoria são incluídos na maioria dos preços dos bens e serviços (VAT - value-added tax), mas visitantes estrangeiros podem solicitar o reembolso no aeroporto.
Para ter uma idéia do valor do câmbio, você pode consultar: www.cotacao.com.br.
 
Gastronomia: A cozinha africana privilegia os assados e o caldo é também um item importante na culinária africana. O prato típico da África é o caril, um guisado de vegetais reforçado com peixe ou carne seca.
 
Energia Elétrica: 220V
 
Embaixada: contato da embaixada da África do Sul no Brasil: 55 (61) 3312-9500 / Fax 55 (61) 3322-8491
 
Alfândega brasileira: ao desembarcar no Brasil, são permitidos objetos de uso pessoal, roupas, brinquedos e U$500 em eletrônicos, mais U$500 de Free Shop.
 
Arte Africana:  A manifestação artística na África representa usos e costumes das tribos africanas, através de pinturas, máscaras e esculturas feitas em diversos materiais. Os tecidos também dizem muito sobre a cultura do país. Houve uma época em que a quantidade de tecidos detidos por cada família era marca de riqueza e poder. Para quem gosta de fazer compras, encontra-se de tudo no país desde uma pulseira de diamantes até ovos de avestruz.
 
Cuidados: O sol na África do Sul é bastante forte, por isso recomenda-se o uso de protetor solar e chapéu. Antes de nadar em lagoas ou rios, informe-se se as águas estão livres do micróbio bilharzia.

Safári: o melhor horário para observar os animais em um safári é de manhã cedo e no final da tarde. 


Melhor Época

De setembro a março, é considerado verão na África do Sul e de abril a agosto, inverno. O país pode ser visitado o ano todo. Entretanto, dependendo do seu objetivo de viagem, há algumas variações interessantes:

- Para observação de animais selvagens, o melhor é ir no final da Primavera (Setembro e Outubro);

- As baleias franco-austrais são mais avistadas em meados de Junho até o final de Outubro;

- As flores ficam mais exuberantes entre Agosto e Setembro;

- Para quem deseja mergulhar, o melhor é viajar fora do Verão (Abril a Setembro);

- As estações de transição – Primavera e Outono – são as melhores para fazer excursões a pé, já que faz mais calor em quase todo o país. Em Drakensberg, as trovoadas de verão são perigosas e no inverno há boas possibilidades de nevar. No Cabo, o inverno é úmido, tornando as excursões um pouco mais difíceis.

Cia Eco - Agência de Viagens e Turismo
Rua Sena Madureira, 515 - Vila Mariana
São Paulo/SP - CEP 04021-051
Fone: 55 11 5571.2525 | E-mail: comercial@ciaeco.tur.br
Cadastur: 26.010039.10.0001-7
Acesse nossas redes sociais
Empresa Associada

INTERNACIONAIS


África

África do Sul
Botsuana
Cabo Verde
Etiópia
Madagascar
Marrocos
Moçambique
Namíbia
Quênia
Tanzânia
Tunísia
Uganda e Ruanda
Zâmbia e Zimbábue

África do Norte e Oriente Médio

Egito
Irã
Israel
Jordânia
Líbano
Omã

América Central e Caribe

Anguilla - Caribe
Antígua e Barbuda - Caribe
Aruba - Caribe
Bahamas - Caribe
Barbados - Caribe
Bonaire - Caribe
Costa Rica
Cuba
Curaçao - Caribe
Guatemala
Ilhas Virgens Britânicas - Caribe
Jamaica
Panamá
Porto Rico
República Dominicana
Santa Lucia - Caribe
St Barths - Caribe
St Maarten - Caribe
Turks e Caicos - Caribe

América do Norte

Alasca
Califórnia
Canadá
Havaí
México
Parques Nacionais Americanos
Rota da Música

América do Sul

Amazônia Peruana
Bariloche e Villa La Angostura
Buenos Aires
Colômbia
Cordilheira Blanca
Cuzco e Machu Picchu
Deserto de Atacama e Altiplano
Galápagos
Ilha de Páscoa
Lago Titicaca, Arequipa e Colca
Lagos Andinos
Lima
Mendoza
Nazca, Ica e Paracas
Patagônia Argentina
Patagônia Chilena
Península Valdés
Pucón
Quito, Cuencas e Avenida dos Vulcões
Salar de Uyuni e Altiplano
Salta e Jujuy
San Martín de los Andes
Santiago do Chile
Ski na Argentina
Ski no Chile
Trujillo e Chiclayo
Uruguai
Ushuaia
Venezuela

Antártida

Antártida

Ásia e Extremo Oriente

Bali
Butão
Camboja
Cazaquistão
China
Índia
Indonésia
Japão
Laos
Malásia
Mongólia
Myanmar
Nepal
Rússia
Sri Lanka
Tailândia
Tibet
Uzbequistão
Vietnã

Europa

Alemanha
Armênia
Azerbaijão
Bélgica
Croácia
Escandinávia
Espanha
Finlandia
França
Geórgia
Grécia
Islândia
Itália
Leste Europeu
Portugal
Reino Unido
Suiça
Turquia

Ilhas do Índico

Ilha Mauritius
Ilhas Maldivas
Ilhas Seychelles

Oceania

Austrália
Nova Zelândia

Tahiti e Pacífico Sul

Ilhas Fiji
Tahiti e suas ilhas


NACIONAIS


Centro Oeste


Goiás

Chapada dos Veadeiros

Mato Grosso do Sul

Bonito
Pantanal Sul

Mato Grosso

Alta Floresta
Chapada dos Guimarães
Pantanal Norte
Serra do Roncador


Nordeste


Alagoas

Litoral Alagoano

Bahia

Abrolhos
Chapada Diamantina
Ilha de Boipeba
Itacaré
Morro de São Paulo
Península de Maraú
Praia do Forte
Trancoso e Ponta do Corumbau

Ceará

Jericoacoara
Litoral Cearense

Maranhão

Chapada das Mesas
Lençóis Maranhenses e Rota das Emoções
São Luis

Paraíba

Litoral Paraibano
Vale dos Dinossauros e Sertão da Paraíba

Pernambuco

Fernando de Noronha
Litoral Pernambucano

Piauí

Serra da Capivara

Rio Grande do Norte

Litoral Rio Grande do Norte

Norte

Acre

Acre

Amazonas

Amazônia

Pará

Alter do Chão
Belém
Ilha de Marajó

Roraima

Monte Roraima

Tocantins

Jalapão


Sudeste


Minas Gerais

Estrada Real
Serra da Canastra
Serra do Cipó e Inhotim

Rio de Janeiro

Litoral do Rio de Janeiro

São Paulo

Petar e Eldorado


Sul


Paraná

Foz do Iguaçu
Ilha do Mel e Morretes
Reserva Ecológica do Sebuí

Rio Grande do Sul

Aparados da Serra e Cânions do Sul
Travessia Cassino-Chui

Santa Catarina

Florianópolis e Costa das Esmeraldas
Urubici e Serra Catarinense