55 11 5571.2525
OK

  • Home > 
  • Escolha o seu Roteiro > 
  • África > 
  • Moçambique > 
  • Pacotes de viagens para Moçambique com especialistas > 

Pacotes de viagens para Moçambique com especialistas

Moçambique fica no leste africano, uma das grandes promessas do turismo na África. É, em sua maior parte, uma grande savana abastecida pelos grandes rios Zambezi e Limpopo, com presença de altiplanos ao norte.

Os moçambicanos, em geral, vivem nos vales formados por esses rios ou na costa litorânea de 2400 Km de extensão, hoje, um paraíso de praias intocadas.

A história do país remete aos bantus e aos árabes, que chegaram no século VIII e montaram entrepostos comerciais nas cidades litorâneas moçambicanas, como na Ilha de Moçambique, considerada patrimônio da humanidade pela UNESCO. Todas as cidades foram governadas por sultões até que Vasco da Gama e os portugueses chegaram, em 1498. Hoje, 27% da população fala o português (é a língua oficial), mas as outras várias línguas e dialetos são predominantes. O curioso é que os brasileiros têm mais facilidade para se comunicar com os moçambicanos do que os portugueses, devido à pronúncia aberta do sotaque.

Hoje, o país vive um período de paz. A rica vida cultural da capital Maputo com seu afro-jazz e as ótimas condições de mergulho oferecidas em vários pontos de sua larga costa tropical virgem são prova disso: Bazaruto, ao sul, e Quirimbas, ao norte, são dois arquipélagos de rara beleza cênica, considerados os melhores pontos de mergulho do país, com praias boas para a prática do surf, pesca, bem como passeios em barcos nativos e trilhas a cavalo.

onde fica


Visualizar Cia Eco - Viagens de Experiência em um mapa maior

Saídas regulares

Moçambique - Ilha de Benguerra - 5 dias

Hotel Azura Benguerra Island
Saídas diárias até dezembro de 2017
Valor a partir de
US$ 3.504,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2017

Moçambique - Ilha de Bazaruto - 5 dias

Anantara Bazaruto Island
Saídas diárias até outubro de 2017
Valor a partir de
US$ 2.481,00 parte terrestre
Validade: outubro de 2017

Moçambique - Ilha de Bazaruto- 5 dias

Hotel Indigo Bay
Saídas diárias
 
Consulte valores com nossa equipe

Moçambique - Arquipélago de Quirimbas - 5 dias

Ilha Medjumbe no hotel Matemo Island
Saídas em datas específicas
 
Consulte valores com nossa equipe

Moçambique Especial - 10 dias

Maputo e Ilha Bazaruto
Saídas diárias - South African
 
Consulte valores com nossa equipe

Destinos conjugados

África do Sul e Moçambique - 10 dias

Hotéis da &Beyond Kirkman's Kamp, Exeter River Lodge, Leadwood Lodge, Ngala Safari Lodge, Ngala Tented Camp e Benguerra Island
 
Consulte valores com nossa equipe

África com Trem Shongololo Express - 12 dias

Pretória, Nelspruit, Kruger Park, Maputo, Reino da Swazilândia, Kapama, Grande Zimbabwe, Parques de Antílope e de Matobo, Reserva de Hwange, Victoria Falls
Saída especial: 20/07/17
Pagamento em 10x
Valor a partir de
US$ 4.315,00 parte terrestre
Validade: julho de 2017
*Os preços nessa página – a partir de – estão listados em reais, dólares americanos ou euros (conforme especificação).
A taxa sobre transações/remessas internacionais (IRRF) não está inclusa no valor dos pacotes.
A tabela completa com todos os valores, de acordo com o período da viagem, encontra-se disponível em cada roteiro. Clique no título para visualizar todas as informações.
Os preços estão sujeitos à alterações sem aviso prévio. Consulte tarifas especiais para os feriados e datas comemorativas.


Principais Atrações

.: Litoral sul :.

Maputo: localizada no litoral da província de mesmo nome, no extremo sul do país, é uma das mais atrativas capitais africanas. O coração da cidade exibe construções da era portuguesa e algumas da época em que o país passou pelo socialismo. O Mercado Municipal é um grande centro popular de compras, onde se acham frutas, vegetais, temperos e frutos-do-mar frescos. Entre as várias atrações, estão os seus antigos fortes; a Catedral, um imponente edifício branco com uma torre de rara beleza; o prédio do Conselho Municipal, em estilo neoclássico; a Fortaleza, uma das mais antigas construções do país, que hoje abriga o museu militar; as Residências dos Oficiais; a Avenida das Embaixadas; a Casa de Nelson Mandela; a famosa Avenida da praia, entre outros pontos.

Vilanculos: essa extensa cidade litorânea tem se tornado um dos pontos mais conhecidos do país, principalmente por ser o cais de saída para o arquipélago de Bazaruto, mas também porque existem na região lindas praias, uma contagiante vida noturna, bons hotéis e ótimos restaurantes de frutos-do-mar.

Arquipélago de Bazaruto: formado por cinco ilhas principais, Bazaruto, Benguera, Magaruque, Santa Carolina e Bangué, com uma população de 3.500 habitantes, é um dos paraísos tropicais que Moçambique tem a oferecer. Águas de cor azul turquesa, praias tranquilas de areia branca, uma grande variedade de pássaros multicores, além de uma vida marinha abundante, formam a paisagem desse incrível arquipélago. Entre as várias espécies que se encontram nas ilhas, está o dugong, um peixe boi marinho que ronda os recifes de corais das ilhas se alimentando de algas, e o crocodilo do Nilo, encontrado nas ilhas de Bazaruto e Benguera, prova viva de que outrora elas foram conectadas ao continente africano, onde encontra-se hoje a Ponta de São Sebastião. Visite as ilhas do arquipélago:

Bazaruto: a maior de todas elas, esta ilha é coberta de coqueiros, cajueiros e cassuarinas. Na orla, é imperdível uma caminhada pelas torres de dunas que se formam pelas praias; os lagos do interior da ilha abrigam várias espécies de aves, além de crocodilos do Nilo. O mar de Bazaruto é conhecido pelos pescadores como um excelente ponto para a pesca de marlin e kingfish, e conhecido também entre os mergulhadores pela sua rica costa de recifes de corais preservados. Antigo ponto estratégico dos japoneses na Segunda Guerra Mundial, hoje a ilha, que possui um farol, é um ponto de referência para os navegadores que passam pelo sul da África.

Benguerra: a menos de 1 Km ao sul da ilha Bazaruto, é a segunda maior ilha do arquipélago. Como a sua vizinha, também possui grandes dunas de areia, belas praias e lagos habitados por crocodilos. São 164 espécies de pássaros espalhados pela ilha, além de macacos e esquilos, que se encontram na floresta ao norte. Os moradores locais guardam um vasto conhecimento a respeito da natureza local e podem ser vistos na parte norte da ilha ou nos recifes mais próximos. O Recife de Duas Milhas, localizado a 3 Km da costa leste, oferece o melhor mergulho de Moçambique. Neste local, chamado de Aquário, podem ser vistos tubarões de pontas negras, peixes-palhaços e uma variedade enorme de peixes tropicais.

Santa Carolina: as medidas dessa pequena ilha são de apenas 3 Km de extensão por 500 metros. Conhecida nos anos 60 como Ilha do Paraíso, ainda hoje se percebe por que: os corais que circundam a orla marinha são espetaculares, ótimos pontos para prática de snorkeling. Na ilha, só existe um grande hotel de 100 acomodações.

Magaruque: pequena, esta ilha possui um canal oceânico na costa oeste, propício para mergulhos em profundidade e para a prática de snorkeling. Na maioria dos fins de tarde, golfinhos passam a poucos metros da praia. 

Bangue: a ilha de localização mais ao sul do arquipélago, é inabitada. Possui belas praias e dunas rodeadas de um mar azul estonteante, que guarda recifes de corais únicos. Para visitá-la, é necessário tomar um barco que sai de Magaruque.

Pemba: a capital da província de Cabo Delgado fica no norte de Moçambique, mais especificamente na Baía de Pemba, a terceira maior do mundo. A cidade conta com uma boa infra-estrutura portuária e aeroportuária, além de boas opções de hotéis e restaurantes, mas o destaque da cidade são os recifes de corais que ficam na orla e o acesso portuário da cidade para o Arquipélago Quirimbas. As águas de St. Lazarus, conhecidas pelas pescarias, ficam próximas e a famosa praia de Wimbe também.

.: Litoral norte :.

Arquipélago de Quirimbas: esse enorme arquipélago e parque nacional de 1.500 Km² se estende por 100 Km ao longo da costa de Moçambique e abriga um dos mais ricos ecossistemas de recifes de corais do mundo. São 32 ilhas, algumas de 400 metros de altura, que vão de Pemba até Palma, próxima do Rio Rovuma, na fronteira natural de Moçambique com a Tanzânia. As populações de animais marinhos incluem tartarugas, dugongs, golfinhos, tubarões e baleias. A ilha possui enorme valor cultural e histórico para o país, e sofreu influência árabe, portuguesa e africana.

Dicas

Bagagem: Fique atento para as restrições da bagagem de mão e leia atentamente o check list que será entregue após a confirmação de sua viagem. Em caso de dúvidas, por gentileza, entre em contato com os consultores da Cia Eco.

Documentação: o visto é exigido para todos os brasileiros (turismo) e deve ser providenciado aqui no Brasil.
Somente a Embaixada de Moçambique em Brasília dispõe de serviços consulares (emissão de visto, inscrição consular, prorrogação de passaporte entre outros).

Embaixada:: http://www.mozambique.org.br/ Fones: (61) 3106 2807 / 3106 2808 (Setor Consular)

Vacina: é obrigatório apresentar o comprovante internacional de vacina contra febre amarela. É importante informar que as vacinas devem ser tomadas com antecedência - no caso de febre amarela, até 10 dias antes da viagem - para não ser surpreendido com a falta de alguma delas na ocasião da procura nos hospitais.
Recomenda-se também as vacinas contra Hepatite A (em duas doses, sendo que ao tomar a primeira, a pessoa já estará imune), disponível em clínicas particulares, e contra tétano e febre tifóide, disponíveis nos Hospitais Emílio Ribas, Hospital das Clínicas e Ambulatório de Medicina do Viajante da Vila Clementino.
- Hospital Emílio Ribas: Av. Dr. Arnaldo, 165. Atendimento de Seg. a Sex., das 12h30 às 15h. Agendar: 55 (11) 3896 1366.
- Hospital das Clínicas: Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 255. Atendimento de Seg. a Sex., das 07h30 às 15h.

Importante: Desde o dia 1º de junho de 2008, as vacinas contra febre amarela NÃO são mais aplicadas nos postos da Anvisa em Aeroportos e Portos do Estado de São Paulo. Nestes locais serão realizadas somente trancrições de certificados nacionais para internacionais. Para mais informações e esclarecimento de dúvidas,dirija-se ao posto de saúde mais próximo ou consulte o Ambulatório de Medicina do Viajante: 55 (11) 5084-5005, na Avenida Borges Lagoa, 770. É importante ligar para agendar uma visita.
Em São Paulo, o passageiro pode dirigir-se aos postos localizados nas Rodoviárias do Tietê (aberto diariamente, das 8h às 22h) e Barra Funda (aberto diariamente, das 8h às 20h).

Fuso Horário: + 5h em relação ao horário de Brasília. No verão, a diferença é de apenas 4h.

Idioma: Inglês.

Moeda: Rande. As notas vêm em R10, R20, R50, R100 e R200. Impostos sobre a mercadoria são incluídos na maioria dos preços dos bens e serviços (VAT - value-added tax), mas visitantes estrangeiros podem solicitar o reembolso no aeroporto.
Para ter uma idéia do valor do câmbio, você pode consultar: www.cotacao.com.br. Dica: Todos os hotéis e bancos ao longo da rota aceitam e convertem cash ou traveller checks para a moeda local. Os hotéis aceitam praticamente todos os cartões de crédito internacionais (Visa e Mastercard são os mais difundidos).

Gastronomia: Em geral, a gastronomia do país se compõe de pratos preparados com carne, peixe, vegetais, milho e sorgo (o quinto cereal mais importante do mundo). A cozinha africana privilegia os assados e o caldo é também um item importante na culinária africana. O prato típico da África é o caril, um guisado de vegetais reforçado com peixe ou carne seca.

Energia Elétrica: 220V

Alfândega brasileira: ao desembarcar no Brasil, são permitidos objetos de uso pessoal, roupas, brinquedos e U$500 em eletrônicos, mais U$500 de Free Shop.

Arte Africana: A manifestação artística na África representa usos e costumes das tribos africanas, através de pinturas, máscaras e esculturas feitas em diversos materiais. Os tecidos também dizem muito sobre a cultura do país. Houve uma época em que a quantidade de tecidos detidos por cada família era marca de riqueza e poder. Para quem gosta de fazer compras, encontra-se de tudo no país desde uma pulseira de diamantes até ovos de avestruz.

Cuidados: O sol na África do Sul é bastante forte, por isso recomenda-se o uso de protetor solar e chapéu. Antes de nadar em lagoas ou rios, informe-se se as águas estão livres do micróbio bilharzia.


Melhor Época

A melhor época para se visitar o país é de maio a novembro, quando as temperaturas são mais amenas (variam de 20 a 29º), e as chuvas, mais escassas. O começo da estação chuvosa, de novembro a janeiro, também é recomendada, mas as temperaturas são altas. Entre fevereiro e abril, muitas estradas ficam intransitáveis em razão de inundações, comuns no sul e centro do país. Na Páscoa, no Natal e Ano Novo, a costa sul de Moçambique fica cheia, por isso é preciso fazer as reservas com bastante antecedência.

Cia Eco - Agência de Viagens e Turismo
Rua Sena Madureira, 515 - Vila Mariana
São Paulo/SP - CEP 04021-051
Fone: 55 11 5571.2525 | E-mail: comercial@ciaeco.tur.br
Cadastur: 26.010039.10.0001-7
Acesse nossas redes sociais
Empresa Associada

INTERNACIONAIS


África

África do Sul
Botsuana
Cabo Verde
Etiópia
Madagascar
Marrocos
Moçambique
Namíbia
Quênia
Tanzânia
Tunísia
Uganda e Ruanda
Zâmbia e Zimbábue

África do Norte e Oriente Médio

Egito
Irã
Israel
Jordânia
Líbano
Omã

América Central e Caribe

Anguilla - Caribe
Antígua e Barbuda - Caribe
Aruba - Caribe
Bahamas - Caribe
Barbados - Caribe
Bonaire - Caribe
Costa Rica
Cuba
Curaçao - Caribe
Guatemala
Ilhas Virgens Britânicas - Caribe
Jamaica
Panamá
Porto Rico
República Dominicana
Santa Lucia - Caribe
St Barths - Caribe
St Maarten - Caribe
Turks e Caicos - Caribe

América do Norte

Alasca
Califórnia
Canadá
Havaí
México
Parques Nacionais Americanos
Rota da Música

América do Sul

Amazônia Peruana
Bariloche e Villa La Angostura
Buenos Aires
Colômbia
Cordilheira Blanca
Cuzco e Machu Picchu
Deserto de Atacama e Altiplano
Galápagos
Ilha de Páscoa
Lago Titicaca, Arequipa e Colca
Lagos Andinos
Lima
Mendoza
Nazca, Ica e Paracas
Patagônia Argentina
Patagônia Chilena
Península Valdés
Pucón
Quito, Cuencas e Avenida dos Vulcões
Salar de Uyuni e Altiplano
Salta e Jujuy
San Martín de los Andes
Santiago do Chile
Ski na Argentina
Ski no Chile
Trujillo e Chiclayo
Uruguai
Ushuaia
Venezuela

Antártida

Antártida

Ásia e Extremo Oriente

Bali
Butão
Camboja
Cazaquistão
China
Índia
Indonésia
Japão
Laos
Malásia
Mongólia
Myanmar
Nepal
Rússia
Sri Lanka
Tailândia
Tibet
Uzbequistão
Vietnã

Europa

Alemanha
Armênia
Azerbaijão
Bélgica
Croácia
Escandinávia
Espanha
Finlandia
França
Geórgia
Grécia
Islândia
Itália
Leste Europeu
Portugal
Reino Unido
Suiça
Turquia

Ilhas do Índico

Ilha Mauritius
Ilhas Maldivas
Ilhas Seychelles

Oceania

Austrália
Nova Zelândia

Tahiti e Pacífico Sul

Ilhas Fiji
Tahiti e suas ilhas


NACIONAIS


Centro Oeste


Goiás

Chapada dos Veadeiros

Mato Grosso do Sul

Bonito
Pantanal Sul

Mato Grosso

Alta Floresta
Chapada dos Guimarães
Pantanal Norte
Serra do Roncador


Nordeste


Alagoas

Litoral Alagoano

Bahia

Abrolhos
Chapada Diamantina
Ilha de Boipeba
Itacaré
Morro de São Paulo
Península de Maraú
Praia do Forte
Trancoso e Ponta do Corumbau

Ceará

Jericoacoara
Litoral Cearense

Maranhão

Chapada das Mesas
Lençóis Maranhenses e Rota das Emoções
São Luis

Paraíba

Litoral Paraibano
Vale dos Dinossauros e Sertão da Paraíba

Pernambuco

Fernando de Noronha
Litoral Pernambucano

Piauí

Serra da Capivara

Rio Grande do Norte

Litoral Rio Grande do Norte

Norte

Acre

Acre

Amazonas

Amazônia

Pará

Alter do Chão
Belém
Ilha de Marajó

Roraima

Monte Roraima

Tocantins

Jalapão


Sudeste


Minas Gerais

Estrada Real
Serra da Canastra
Serra do Cipó e Inhotim

Rio de Janeiro

Litoral do Rio de Janeiro

São Paulo

Petar e Eldorado


Sul


Paraná

Foz do Iguaçu
Ilha do Mel e Morretes
Reserva Ecológica do Sebuí

Rio Grande do Sul

Aparados da Serra e Cânions do Sul
Travessia Cassino-Chui

Santa Catarina

Florianópolis e Costa das Esmeraldas
Urubici e Serra Catarinense