EN PT
+55 11 5571-2525

Viajante Cia Eco

Paulo Amendola

A viagem foi ótima, o sudeste asiático me surpreendeu agradavelmente.

Primeiramente, a Tailândia é muito mais organizada e estruturada do que eu pensava. Os templos são muito bonitos, a comida é sensacional, leve, saborosa, e tudo é muito barato. O hotel em que fiquei o TenFacce, fica em uma rua um pouco isolada, mas com tuk-tuk até o Sky train que nos coloca em qualquer lugar de Bancok. Inclusive me brindaram com 2 jantares grátis ( dois períodos de hospedagem); o quarto era enorme, tipo flat.

Na chegada ao aeroporto de Bancok seria interessante informar que antes de entrar na fila do passaporte, deve-se passar pelo serviço medico (50m antes) para mostrar a carteira de vacina, para não perder tempo, pois tive que fazer esse retorno.

Após Bancok fui ao Vietnã, onde nos reunimos como grupo para a viagem; éramos 18 : 5 brasileiros, 5 espanhóis, 5 mexicanos e 3 colombianos o que resultou em um grupo divertido e unido. O parte norte do Vietnã é ainda pobre e rural, com a beleza da bahia de Halong. A parte sul (Ho Chi Ming, Danang e Ho Ai, já são bem desenvolvidas, com mais estrutura, facilidades e beleza, provocando essa dualidade uma apreciação melhor desse pais que esta se refazendo.

Fomos então a Siam Reap ver as ruínas de Ang Kor, também impressionantes e com uma noite super agitada em sua rua de Pubs com Djs e restaurantes. Já a capital Phon Pen, onde ficamos um dia, mostra a tristeza de um pais que até recentemente esteve em guerra civil, com muita pobreza e tristeza no rosto de todos, ainda vai demorar uns 10 anos para se recuperarem.

Este foi o trajeto, em resumo, pela Indochina, cada lugar com sua característica, mas com ótima comida, segurança e povo afável. A empresa responsável pelo tur, a AsiaTur, é super competente, seus guias cumpriam sempre o prometido e não tive qualquer problema nos translados ou horário de passeio.

Ai chegou a vez do Japão. Que pais, que organização, nada dava errado, quem quisesse criticar algo iria voltar frustrado. A comida não era tão legal como a da Tailândia, mas também não era tão cara como o comentado, desde que se coma nos mesmos lugares do habitantes, o que é inclusive mais divertido. O sashimi é fresquíssimo e também não é caro.

O Japão foi uma surpresa muito agradável, e de como premio ainda tivemos uma visão espetacular do Monte Fuji, por onde passamos em direção ao primeiro jogo, o que foi uma dádiva, visto que ele fica muito pouco tempo tão descoberto como estava.

Em suma, tudo correu bem, fico contente que essa " parceria" minha com Cia Eco continue tão agradável e profissional e vamos seguir mantendo contato. 

Abraços
Paulo Amendola