EN PT
+55 11 5571-2525

Pacotes de viagens para Pucón com especialistas

Pucón está localizado entre o Lago Villarrica e o Vulcão Villarrica, em uma paisagem incrível da região dos Lagos Andinos. Próximo, encontram-se dois parques nacionais, destacando-se o Huerquehue, e uma reserva, que protegem bosques centenários, diversos rios (onde se pratica rafting) e o próprio vulcão, propício para atividades de trekking e esqui. Bem próximo ainda existem muitas termas que podem ser visitadas até à noite.

Confira as principais atrações: Parque Nacional Huerquehue, Lago Tinquilco, Vulcão Villlarica, Rafting no Rio Trancura, Montain bike - Ojos del Caburga, Termas de Huife, Termas de Los Pozones, Termas de Menetúe, Termas de Panqui, Termas de Palguin, Termas de San Luis.

Saídas regulares

Pucón - Hacienda Vira Vira Hotel - 4, 5 e 6 dias

Personalize o seu roteiro com a consultoria Cia Eco!
Saídas diárias até fevereiro de 2020
Valor a partir de
US$ 1.370,00 parte terrestre
Validade: fevereiro de 2020

Pucón - 5 dias

City tour Villarica, Tour Cuevas Vulcânicas
Consulte novas saídas!
 
Consulte valores com nossa equipe

Pucón Aventura - 7 dias

City tour Villarica, Tour Cuevas vulcânicas, Caburgua, Termas de Huife, Cavalgada Huepil Malal ou Antilco
Consulte novas saídas!
 
Consulte valores com nossa equipe

Pucón e Puerto Varas - 7 dias

Pucón , Puerto Montt, Puerto Varas, Frutillar, Lago Llanquihue, Vulcão Osorno
Saídas diárias até fevereiro de 2020
Câmbio especial em 10x sem juros
Valor a partir de
US$ 933,00 parte terrestre
Validade: fevereiro de 2020

Lagos e Pucón - 10 dias

Puerto Varas, Vulcão Osorno, Frutillar, Pucón, Santiago
Saídas diárias até fevereiro de 2020
Valor a partir de
US$ 1.709,00 parte terrestre
Validade: fevereiro de 2020

Destinos conjugados

Pucón e Santiago - 8 dias

City Tour Santiago com Cerro Santa Lucia, City Tour Pucón e Villarrica e Termas de Huife
Saídas diárias
 
Consulte valores com nossa equipe

Travessia Pucón a San Martin de los Andes - 7 dias

Santiago, Reserva Natural de Huilo Huilo
Consulte novas saídas!
 
Consulte valores com nossa equipe

Viagem de bicicleta

Lagos Chilenos Biking - 7 dias

Pucón e Pueto Varas
Saídas diárias até abril de 2020
Valor a partir de
US$ 4.140,00 parte terrestre
Validade: abril de 2020
*Os preços nessa página – a partir de – estão listados em reais, dólares americanos ou euros (conforme especificação).
A taxa sobre transações/remessas internacionais (IRRF) não está inclusa no valor dos pacotes.
A tabela completa com todos os valores, de acordo com o período da viagem, encontra-se disponível em cada roteiro. Clique no título para visualizar todas as informações.
Os preços estão sujeitos à alterações sem aviso prévio. Consulte tarifas especiais para os feriados e datas comemorativas.


Principais Atrações

Parque Nacional Huerquehue: existem diversas opções de trilhas no Parque Nacional Huerquehue. A principal dura aproximadamente 5 horas de caminhada, que tem um trecho de subida de 1h30. Na entrada do parque, encontra-se a lagoa Tinquilco e um dos lugares mais bonitos dessa região. O visual é imperdível, destacando-se os bosques de araucárias milenares, cascatas, riachos e uma floresta bordeada por mais 3 lagos (Verde, Toro, Chico).

Lago Tinquilco:
localizado na entrada do Parque Nacional Huerquehue. O lago Tinquilco pode ser observado através dos mirantes espalhados por toda subida e caminhada até os lagos Verde e Toro. Um visual de beleza incomparável.

Vulcão Villlarica: localizado a 15 Km de Pucón, é o vulcão símbolo da cidade e um dos mais ativos da América do Sul. Oferece boa neve para se esquiar no inverno e uma excelente caminhada até o cume no verão.  É possível visitá-lo e conhecer as cuevas formadas pela lava.

Ascensão ao vulcão Villa Rica: com altitude de 2.847 metros, esta ascensão é um trekking que pode ser realizado por qualquer pessoa que apresente um bom preparo físico. Para muitos, esta é a aventura máxima em Pucón: chegar ao cume, observar essa impressionante cratera com lava em ebulição, virar para o outro lado e se deparar com a visão de mais seis vulcões (Lanín, Quetrupillán, Osorno, Llaima, Choshuenco e Lonquimay) e mais 6 lagos (Villa Rica, Caburgua, Calafquén, Huilipilún, Neltume e Panguipulli). É necessária a utilização de roupas apropriadas, que são fornecidas pelas operadoras locais.

Cratera do vulcão Villa Rica: assim que se chega o cume do vulcão, ainda ativo, pode-se observar essa impressionante cratera com lava em ebulição.

Centro de Esqui e Snowboard: localizado na encosta do Vulcão Villa Rica. O centro de ski de Pucón é único pela sua privilegiada paisagem às margens do Lago Villarrica e pela figura imponente do vulcão. Em Pucón, pode-se esquiar em excelentes pistas, ou, aproveitando as características topográficas do vulcão, praticar o snowboard em seus "halfpipes" naturais (canaletas na montanha próprias para esta prática). São aproximadamente 50 Km de pistas. Algumas são excelentes para a prática de snowboard. Uma superfície esquiável num total de 1.200 hectares.

Descida do vulcão Villa Rica: são duas horas escorregando pelas canaletas e caminhos formados pela neve. Existe a necessidade de utilizar roupas apropriadas que são fornecidas pela operadora local.

Rapel no Salto El Claro: o Salto fica a caminho do Vulcão Villa Rica, onde pode-se observar antigos rios de lava. O Salto El Claro é uma cascata de 84 metros. Esta atividade dura aproximadamente 5 horas. 

Cavalgada Circuito las Cascatas:
é uma saída que se faz de Pucón em direção ao rancho no Campo Pioneiro. Segue-se até as Termas de Palguín, cruzando o rio El Leon, com subida aos cerros de Palguín Alto e descida em caminhada até o Salto El Diablo, maior cascata da região, com 120 metros de queda dágua.

Kayaking e Ducky no rio Liucura: para se chegar ao rio, é feita uma saída de Pucón em direção ao Salto Carileufú, onde são vistas as águas cristalinas do Rio Liucura. Rema-se por aproximadamente 1 hora em águas tranqüilas, com a oportunidade de se aprender algumas técnicas para enfrentar os rápidos, classe II e III. Logo em seguida, no rio Trancura, encontram-se correntes que obrigam a manobrar os Kayaks entre árvores e ramas. O visual continua incrível e o lugar é excelente observatório de aves nativas, como a Bandurria. Duração aproximada de 6 horas.

Rafting no Rio Trancura: existem duas opções para a descida do rio. Descendo a parte baixa do Rio Trancura, que por seu baixo índice de dificuldade (classes II e III), oferece uma singular possibilidade para os que desejam se iniciar nesta agradável modalidade. O percurso tem duração aproximada de 1h30. O rafting na parte alta do Rio Trancura oferece um grau maior de dificuldade (classes III e IV) do que a encontrada na parte baixa do rio e tem a duração aproximada de 2h. Existe a opção de realizar os dois trechos no mesmo dia.

Montain bike - Ojos del Caburga: saída de Pucón em direção ao Rio Trancura, por um caminho que traz como cenário o próprio Rio Trancura, o Rio Liucura, os vulcões Villarica, Quetrupillán e Lanín, conhecendo os Ojos, e seguindo até o Lago Caburga. São 40 km de percurso total.

Termas: nos arredores de Pucón existem algumas opções de termas para todos os gostos. A natureza estendeu a esta área várias nascentes de águas quentes. São termas simples, rústicas e com pouca infra-estrutura, equipadas de cabanas, campings e diversos tipos de piscinas. Todos os centros termais estão entre belas paisagens, rodeadas de montanhas, a mais ou menos 30 Km de Pucón. O ideal é visitar as termas em dias nublados e frios, assim é mais adequado fazer banhos de águas quentes. Também com chuva é interessante ir as termas, e algumas admitem visitas noturnas. No verão, o local fica muito cheio e as vezes é limitado o tempo de uso das piscinas.

Termas de Huife: localizado a 33 km de Pucón, na Região da Araucanía, próxima do rio Liucura. Oferece duas grandes piscinas externas de águas termais a 40° C, uma piscina de água fria, banhos termais individuais, massagens terapêuticas ou de relaxamento e uma sauna. Disponibiliza restaurante de cozinha internacional e uma cafeteria. Possui 6 apartamentos com dois ambientes, de frente para o rio, com capacidade para quatro pessoas, equipadas de cama king size, varandas, frigobar, TV via satélite, calefação a lenha e a gás e banheiro privativo.

Termas de Los Pozones: localizado a 35 km de Pucón, no Valle del Rio Liucura. Famoso por seus pozones naturais e seu estilo rústico. Existe uns cinco pozones de diferentes tamanhos e temperaturas, variando entre 30 e 42ºC. O rio Liucura corre junto das termas, o que torna possível trocar de temperatura por alguns minutos no rio. As instalações são básicas, com banheiros, mas sem outras acomodações. São muito concorridas à noite.

Termas de Menetúe: localizado somente a meia hora de Pucón, no coração da Patagônia e em plena Cordillera dos Andes. As Termas de Mentúe são um local que integra charmosos jardins, 40 hectares de bosque nativo, envolta da Lagoa Ancapulli. Disponibiliza ótimas instalações, como: amplas piscinas de águas termais para adultos e crianças, poços termais de águas em diferentes temperaturas, para uma ou duas pessoas. Possui cabanas na área da Lagoa Ancapulli, equipadas de cozinha, geladeira, calefação a lenha e Tv  via satélite. Oferece um restaurante e cafeteria, em estilo rústico.

Termas de Panqui: localizado a 58 Km de Pucón, nas montanhas, próxima de Curarrehue. Centro termal e terapêutico alternativo em meio à natureza. Oferece duas piscinas grandes de 37ºC, dois poços mais quentes e outro com barro termal. Existe a possibilidade de passar a noite em um rústico hostal ou em tipis (carpas no estilo dos índios sioux), equipados com camas. Adiante há um restaurante de comida vegetariana. Periodicamente são realizados cursos de massagens e afins, e retiros espirituais.

Termas de Palguin: localizado ao lado do Río Palguín, a 31 Km de Pucón. O mais antigo centro termal da área conta com águas ricas por suas qualidades terapêuticas. Há diferentes banhos de águas que contém minerais, como potássio e lítio. Disponibiliza cabines individuais com diferentes temperaturas, mas também há uma piscina ao ar livre de temperatura moderada. Possui alguns quartos onde oferece hospedagem e alimentação.

Termas de San Luis: localizado a 27 Km de Pucón. Uma extensa área de bosques e rios. Reconhecido por sua qualidade em águas termais, bom serviço e boa infra-estrutura. O Termas de San Luis é ideal para descansar e praticar atividades em contato com a natureza em família ou individualmente. O local disponibiliza sauna, bar, restaurante com cozinha tradicional chilena, jogos infantis, cavalgadas, excursões e cabanas.

Dicas

Bagagem: são permitidas 1 mala com até 20 Kg por passageiro e 1 sacola de mão de até 8 Kg. Lembre-se de identificá-las e fechá-las com cadeados.

Documentação: Para brasileiros, não há necessidade de visto para a entrada na Argentina. O único documento exigido é a Carteira de identidade em bom estado de conservação, foto recente e no máximo 10 anos de emissão (a contar com a data de embarque). Não são aceitas para embarque: Carteira Nacional de Habilitação ou carteiras emitidas por entidades de classe (CREA, OAB, CRM). Se levar o passaporte, deixe sempre guardado no cofre do hotel e ande com sua carteira de identidade original.

Idioma: Espanhol

Moeda: Peso Chileno. Para ter uma idéia do valor do câmbio, você pode consultar: www.cotacao.com.br.

Gastronomia: pratos preparados com salmão pescado na região do Pacífico são uma boa opção gastronômica em Pucon. Também existem diversas opções de restaurantes que servem saborosos mariscos e peixes da região como trutas, congrio, entre outros. Existem algumas cafeterias e lojas com acesso à internet.

Fuso horário: Pucón está 1 hora a menos em relação a Brasília. Durante horário de verão, o Chile está duas horas a menos que o Brasil.

Energia Elétrica: 220V

Embaixada: contato da embaixada do Chile no Brasil: 55 (61) 2103-5151 / 2103-5114. Fax: 55 (61) 3322-2966.

Alfandêga Brasileira: ao desembarcar no Brasil, são permitidos objetos de uso pessoal, roupas e brinquedos e U$500 em eletrônicos, mais U$500 de Free Shop.

Dica:
compre um mapa da região (Entel, nº 7) assim que chegar no vilarejo. É vendido nas lojas La Tetera e Travelsur e custa aproximadamente U$7,00. Será muito útil. O verão é ideal para aproveitar todas as atividades de aventura. Se você gosta de tomar sol e praticar windsurf (há também aulas para iniciantes), esta é a melhor época para as atividades no lago Villarrica.

Ligações para o Brasil: para realizar chamadas a cobrar, utilize os códigos do Chile: 800360220 da Entel, ou 800800272 da Telefônica, depois escolha o idioma no qual deseja ser atendido e por último escolha uma das opções de ligação:
1- Ligações automáticas;
2- Ligações com cartão telefônico;
3- Ligações com auxílio de operador.

Cuidados: Antes de viajar, confira a previsão do tempo (http://br.weather.com) e o check list que será entregue após a confirmação de sua viagem. Em caso de dúvidas, por gentileza, entre em contato com os consultores da Cia Eco

Equipamentos específicos para Esqui:
- ROUPAS: uma peça (macacão) ou duas (jaqueta e calça). Devem ser totalmente à prova de água e vento. Existem tecidos modernos que isolam o corpo, preservam a temperatura interna e facilitam a ventilação.
- LUVAS: um dos acessórios mais importantes. Existem na versão com dedos separados e aquelas que só tem um espaço separando o polegar. O importante é que sejam bem quentes, IMPERMEÁVEIS, e que o punho seja longo e possa ser bem ajustado para impedir que a neve entre. Para quem sente muito frio, o ideal é usar ainda uma luva de fleece por baixo.
Meias: atualmente exploram materiais que preservam o calor e facilitam a ventilação, impedindo que os pés transpirem e fiquem úmidos. Além de quentes, devem ser anatômicas e com proteções para as diferentes partes e articulações dos pés, reduzindo a chance de lesões. Existem meias específicas para a prática de esqui que podem ser adquiridas em lojas especiais, mas uma boa meia de caminhada já é suficiente.
- BOTAS: se você já é um esquiador relativamente freqüente, as botas são o primeiro equipamento mais caro que se deve comprar. O par de botas precisa estar bem confortável e adaptado aos pés, o que facilita muito a vida do esquiador. Vale a pena alugar uma bota de qualidade superior e pagar um pouco mais caro. Experimente vários modelos. As botas podem ser ajustadas e em geral, é necessário palmilha. Para alugar, procure alugar em lojas próximas às pistas, pois caso tenha que trocar, será fácil.
- ESQUIS: os mais largos são bons para neve bem fofa e esqui fora de pista. Os mais estreitos, com margens bem afiadas, são bons para esquiar em pistas duras e cobertas de gelo. Há também esquis para corrida e manobras radicais. Se você não for especialista, vale optar por esquis mais versáteis, que se adaptam bem a qualquer terreno. Como no caso das botas, vale a pena alugar esquis de qualidade superior e pagar um pouco mais caro.
- BASTÕES (poles): ajudam o esquiador a aprimorar sua técnica, em especial na hora de fazer as curvas e impor um ritmo. Para saber se o tamanho está correto, segure o bastão e apóie a ponta no chão. A flexão do braço deve ficar num ângulo de 90º.
Capacete: deve sempre ser usado, por questão de segurança. Por fora, deve ser rígido e por dentro, deve estar preparado para absorver e reduzir um eventual impacto. Use um gorro por baixo, para esquentar.
- ÓCULOS DE ESQUI (googles): protegem a região dos olhos do vento, do frio e do sol (escolha um com proteção UVA e UVB) e melhoram bastante a visibilidade. Imprescindível! Óculos de sol não servem quando tem neblina, está nevando ou faz frio.

Obs.: Para quem não possui equipamentos ou roupas específicas, há locais para aluguel ou compra no próprio centro de esqui, ou se preferir, pode adquirir na loja Rossignol, a única especializada em esqui no Brasil. Endereço: Rua Brigadeiro Luís Antônio, 1343 - 5º andar - Fone: 3177-6664. Lembramos que as promoções não encontram-se no site, somente na loja. Visite: www.rossignol.com.br


Melhor Época

O período entre novembro a abril é bastante indicado para aqueles que preferem praticar as atividades de aventura, principalmente a ascensão ao vulcão Villarica, que deve ser realizada com o tempo aberto. O rafting também é indicado neste mesmo período.
Já para quem gosta de esquiar, o melhor período é durante o inverno, entre julho e agosto.

Viajante Cia Eco

Heloisa Helena Em Abril desse ano fiz uma viagem inesquecível para Pucon.

Começou pelo hotel com cara de pousada familiar chamado Malaluhe:uma graça, aconchegante e próximo ao centro.