EN PT
+55 11 5571-2525

Viajante Cia Eco

Eduardo Alves Maria A viagem foi ótima, os lugares são incríveis, segue abaixo meu relato sobre ela.

Logo pela manhã, parti para Windhoek e depois para Johannesburg para no outro dia pegar meu voo em direção á Zâmbia.
Zâmbia, um novo país o que me aguardaria lá??? Após os tramites legais pelo aeroporto fui recebido pela operadora local Wild Horizons que me levou para meu hotel. O Hotel Royal Livingstone é um lugar muito bonito, mas sinceramente deixou a desejar em sua recepção, senti um pouco de desprezo, em minha opinião o grande problema foi o recepcionista, talvez algum brasileiro tenha deixado má impressão, mas isto não justifica em nada sua atitude. Já estive em hotéis bem melhores que este e o tratamento sempre foi muito superior. Mas, relevei , não era isto que estragaria minhas férias. O Hotel é bem luxuoso, com ótimos e confortáveis quartos e pelos gramados pode se ver Impalas, Zebras, Girafas e Velvet Monkeys, simpáticos habitantes do parque mas um pouco artificial quando se está acostumado a safaris rss. É legal chegar bem perto destes animais e a vista do rio Zambezi vale a pena, principalmente pelo por do sol à tarde. Bom restaurante, serviços de acordo é um bom hotel.
À tarde fiz o Cruzeiro pelo Zambezi, no barco eles servem bebidas e petiscos onde você pode observar hipopótamos muitas aves e crocodilos, mas o grande espetáculo mesmo é o lindo por do sol. Dizem que é o mais belo do mundo, posso garantir que se não for está entre os 10 mais.



No dia seguinte fiz o voo de helicóptero pelas cataratas Victória, realmente magnifico, tive a sorte de ir na frente com o piloto que mostrava e explicava os lugares, acho que o grande diferencial do voo de 22 minutos é o sobrevoo sobre o canyon, incrível, acho que a parte mais emocionante. Recomendo esta experiência, poder ver as cataratas de cima dá uma visão da amplitude do local. Mais tarde fiz a visita guiada pelas caratas do lado da Zâmbia, a altura impressiona. A quantidade de água não era muita, pois estava na época de seca em Janeiro e Fevereiro há tanta água que é impossível tirar qualquer foto.

Outro dia, era hora de partir para Botswana e depois para Namíbia na faixa de Caprivi. 

Até a próxima viagem.
Abraços,
Eduardo