EN PT
+55 11 5571-2525

Pacotes de viagens para Alter do Chão com especialistas

As margens do Rio Tapajós, Alter do Chão é considerada o “Caribe Amazônico” graças as suas águas cristalinas, a região tem cerca de 2 mil quilômetros de praias exóticas, algumas de fácil acesso e outras completamente desertas e isoladas. Além de praias fluviais e passeios de barco pelo Rio Tapajós, a região oferece cachoeiras, florestas e comunidades ribeirinhas que podem ser visitadas. Vale a pena pernoitar a bordo e apreciar toda a beleza da região.

A pequena área urbana de Alter do Chão abriga o Centro para a Preservação da Arte, da Cultura e da Ciência Indígena (CPAI), conhecido como Museu do Índio, onde podem ser encontrados objetos raros e a história de 70 tribos da região amazônica.

Promocional

Alter do Chão -Especial na Lua Cheia - 6 dias

Canal do Jari, Rio Tapajós, Floresta Nacional, Lago Verde, Rio Arapiuns
Saídas especiais: 29/10 e 03/12/22
Valor a partir de
R$ 5.945,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2022

Saídas regulares

Alter do Chão - 4 dias

Serra Piroca, Igapós e Igarapés, Ponta do Cururu
Saídas diárias até dezembro de 2023
Valor a partir de
R$ 2.603,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2023

Alter do Chão - 5 dias

Serra da Piroca, Ponta do Cururu, Lago Verde, Ponta de Pedras, Ponta do Jarí. Comunidade Jamaragua
Saídas diárias até dezembro de 2022
Pagamento em 10x
Valor a partir de
R$ 3.191,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2022

Alter do Chão - Privativo - 6 dias

Canal do Jari, Rio Tapajós, Floresta Nacional, Lago Verde, Rio Arapiuns
Saídas diárias de agosto a dezembro de 2022
Valor a partir de
R$ 5.750,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2022

Alter do Chão - 6 dias

Alter do Chão, Rio Tapajós, Rios Arapiuns e Amazonas
Saídas diárias de agosto a dezembro de 2022
Valor a partir de
R$ 4.275,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2022

Alter do Chão e Comunidades Ribeirinhas -7 dias

Mirante da Ilha ou Vila de Alter
Saídas diárias até dezembro de 2022
Pagamento em 10x
Valor a partir de
R$ 5.589,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2022

Alter do Chão - Privativo - 9 dias

Canal do Jari, Encontro das Aguas, Tapajós, Lago Verde, Experiência nas comunidades do rio Arapiuns
Saídas diárias até dezembro de 2022
Valor a partir de
R$ 9.630,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2022

Destinos conjugados

Belém e Alter do Chão - 8 dias

Belém, Ilha do Combú, Lago Verde, Ponta do Cururú, Ponta do Jari, Ponta de Pedras, Lago Preto, Comunidade do Jamaraquá, Floresta Nacional do Tapajós
Saídas às sextas-feiras até dezembro de 2023
Valor a partir de
R$ 5.427,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2023

Belém, Ilha do Marajó e Alter do Chão - 10 dias

Belém, Serra da Piroca, Ponta do Cururu, Lago Verde, Pontas de Pedras e do Jarí, Comunidade Jamaragua
Saídas às quartas-feiras até dezembro de 2022
Valor a partir de
R$ 6.674,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2022

Belém, Ilha do Marajó e Alter do Chão - Privativo -10 dias

Serra da Piroca, Ponta do Cururu , Lago Verde, Ponta de Pedras e do Jarí, Comunidade Jamaraquá
Saídas diárias
 
Consulte valores com nossa equipe

Belém, Ilha de Marajó e Alter do Chão - 11 dias

Belém, Comunidade e Praia do Céu, Experiência Gastronômica em Queijaria Marajoara, Experiência na costa de Marajó com caminhada, montaria em búfalos na Água, Serra da Piroca, Ponta do Cururu, Lago Verde, Ponta de Pedras e do Jarí
Comunidade Jamaraguá
Saídas especiais: 26/09, 10/10 e 05/12/22
Pagamento em 10x
Valor a partir de
R$ 7.589,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2022

Belém, Algodoal, Marajó e Alter - Privativo - 13 dias

Passeios privativos: Belém, Algodoal, Praias do Farol e Princesa, Baia dos Botos, Ilha do Algodoal,Ilha do Marajó, Vila de Pescadores, Serra da Piroca, Ponta do Cururu, Lago Verde, Ponta de Pedras e do Jarí, Comunidade Jamaragua
 
Consulte valores com nossa equipe

Belém, Ilha do Algodoal e Alter do Chão - 10 dias

Amazônia Atlântica e Pólo Tapajós
 
Consulte valores com nossa equipe

Grandes Cenários Amazônicos - 13 dias

Amazon Ecopark Lodge, Juma Amazon Lodge, Mirante do Gaviião ou Anavilhanas Lodge
Saídas às quartas-feiras
 
Consulte valores com nossa equipe

Cruzeiros e expedições fluviais

Expedição Fluvial Alter do Chão - 4 dias

Navegação pelas águas do Tapajós e Arapiuns, Ecossistema do Rio Amazonas, Trilha na floresta
Saídas especiais: 15/09 e 02/09/22
Valor a partir de
R$ 10.100,00 parte terrestre
Validade: setembro de 2022
 
Consulte valores com nossa equipe
*Os preços nessa página – a partir de – estão listados em reais, dólares americanos ou euros (conforme especificação).
A taxa sobre transações/remessas internacionais (IRRF) não está inclusa no valor dos pacotes.
A tabela completa com todos os valores, de acordo com o período da viagem, encontra-se disponível em cada roteiro. Clique no título para visualizar todas as informações.
Os preços estão sujeitos à alterações sem aviso prévio. Consulte tarifas especiais para os feriados e datas comemorativas.


Principais Atrações

Artesanato local: produtos artesanais dos produtores locais manufaturados com materiais da região, visando difundir o que Alter do Chão tem de especial, atraindo gradativamente um número maior de visitantes a fim de apresentar a cultura e comercializar os produtos típicos da região.

Belterra:
localiza-se em uma planície elevada às margens do Rio Tapajós, coberta por densa floresta. A cidade idealizada e construída por Henry Ford na década de 30 em típico estilo das pequenas cidades do sul dos Estados Unidos, foi criada com objetivo de abastecer a industria automobilística com borracha. Emancipada como município em 1997, ainda preserva as características americanas em suas construções.

Canal do Jarí: canal que liga o Rio Amazonas com o Rio Tapajós, é caracterizado por fauna e flora tipicamente amazônica (várzea). Possibilidade de focar jacarés, pescar piranhas e observar a belíssima revoada dos pássaros.

Encontro das águas: assim como o Encontro dos Rios Negro e Solimões, outro Encontro de Rios que chama atenção é o dos rios Tapajós e Amazonas. As águas destes rios se encontram, no entanto não se misturam, deixando uma marca bem definida de cada um. Isso acontece devido a diferente velocidade e densidade das águas.

Floresta Nacional do Tapajós: tem mais de 600 mil hectares. Criada em 1974, é tomada por essências nativas da região, como o babaçu e várias espécies de animais silvestres (cutias, onças e macacos).

Lago Verde: área situada às margens do Rio Tapajós. O nível da água oscila cerca de 10 metros ao longo do ano. O pico da cheia é no mês de junho, e novembro é o mês do nível d'água mais baixo. O Lago Verde possui cerca de 165 ha e margeia a Vila de Alter do Chão. O lago é formado pelo represamento da bacia com o Rio Tapajós. O Lago Verde é alimentado por dois igarapés principais, Jutuarana e Sonrisal, que desembocam nas cabeceiras do Macaco e Cuicuera e são formados por vários outros igarapés.

Museu Dica Frazão: o museu foi construído em homenagem à senhora de mesmo nome, uma artesã santarena dona de uma técnica única no mundo inteiro, capaz de transformar capins, raízes, fibras e cascas de madeira em belos e finos tecidos, com os quais produz um maravilhoso artesanato.

Praias desertas do Rio Tapajós: localizadas na margem direita do rio Tapajós, ficam a 30 km de Santarém por estrada pavimentada. O acesso por via fluvial leva cerca de 3 horas através do rio Tapajós. As mais indicadas são Ponta do Cururu e Ponta do Mureta, próximas à vila, porém praticamente desertas e muito belas. O acesso é feito através de canoas motorizadas que podem alugadas na vila de Alter do Chão.

Praias fluviais do Rio Arapiuns: um dos passeios mais bonitos da região, que pode ser realizado em dois, três ou quatro dias, percorrendo o rio Arapiuns e afluentes da região, visitando comunidades locais e diversas praias fluvias desertas. Localizado à margem esquerda do rio Tapajós, o rio Arapiuns tem acesso exclusivo por via fluvial. É no verão que surgem as inúmeras praias como a Ponta do Icuxi, de areias brancas e finas, às vezes formando pequenas dunas, com águas cristalinas e verde-azuladas. Outra atração bastante conhecida na região é a cachoeira do Aruã, dividida em duas quedas d´água, separada por uma pequena ilha coberta de vegetação. Excelente lugar para a prática de caminhadas e canoagem. Não existe infra-estrutura na região do Arapiuns, exceto um posto telefônico e posto de saúde.

Praias na região de Santarém: 
- Praia de Canapanari: é uma praia deserta. O acesso até lá só pode ser feito por via fluvial.
- Praia Maracanã: uma das praias mais próximas da cidade, distante cerca de 6 km por via terrestre, com estrada pavimentada e sinalizada. O seu acesso pode ser feito também por via fluvial. Dispõe de pequena infra-estrutura para a venda de alimentos e bebidas.
- Praia de Maria José: é deserta e não dispõe de infra-estrutura. Chega-se somente através do rio.
- Praia de Pajussara: seu acesso é feito por via terrestre, passando por propriedades particulares. o acesso também pode ser feito por via fluvial.

Ponta de Pedras: fica distante 23 km pelas rodovias pavimentadas e mais 12 km por estrada não pavimentada. A beleza do lugar, com suas formações rochosas, chama a atenção. Dispõe de pequena infra-estrutura para a venda de alimentos e bebidas.

Ponta do Cururu: localizada próxima à vila de Alter do Chão, com acesso pelo rio (30 minutos).

Serra Piroca: localizada próxima a praia de Alter do Chão, é possivel caminhar até o mirante que oferece ótima vista do Rio Tapajós e Alter do Chão.

Dicas

Navegação: vale a pena conhecer o Rio Arapiuns e dormir a bordo de um barco. Além das praias desertas e paradisíacas, os botos encontrados na região e as comunidades locais encantam qualquer ecoturista. O visual é imperdível!

Gastronomia: não deixe de experimentar o Pirarucu defumado servido em vários restaurantes da região.


Melhor Época

A região possui o clima quente e úmido, com temperatura média anual de 27ºC e está localizada em plena floresta.

De dezembro a maio a paisagem fica exuberante com os igapós cheios, quando ocorre a época de chuva. Entre junho e novembro, na seca, a chance de avistar os animais é muito maior. As belas praias fluviais de areia branca ficam tomadas de capivaras, principalmente entre setembro e janeiro, que é o melhor período para se conhecer a região.  Se você gosta de manifestações folclóricas, aproveite para conhecer a Festa do Çairé e programe sua viagem em setembro.

 

Viajante Cia Eco

Inez e Luiz Azevedo "A viagem foi fantástica! Tudo correu muito bem. Recomendamos o pacote e nos colocamos a sua disposição para dar referências se vc precisar"