EN PT
+55 11 5571-2525

Pacotes de viagens para Panamá com especialistas

A localização deste país constitui por si só um de seus principais atrativos: liga o norte e o sul do continente americano e marca a passagem das águas mornas caribenhas e as águas frias do Pacífico.

Devido à sua posição estratégica, o país conviveu com tropas do Exército norte-americano por cerca de 85 anos. Neste período, foi construído o Canal do Panamá, com 79,6 km e três sistemas de eclusas, cujo projeto foi concluído ao longo de 10 anos. Suas atividades chegaram a representar 14% do PIB anual nos anos 80, mas hoje rende pouco mais de 6%. Atualmente, é uma experiência de interesse turístico e cultural à parte.

O turismo constitui uma das atividades de maior impacto para a economia do país. O Mar do Caribe atrai visitantes interessados em cruzeiros luxuosos, resorts mergulhos e outros esportes aquáticos como o surf. O Panamá também abriga uma floresta tropical com mais de 700 espécies de pássaros e a infra-estrutura herdada da dominação norte-americana foi adaptada, transformando-se em hotéis e museus.

Com 2,8 milhões de habitantes, bom índice de qualidade de vida, investimentos estrangeiros e riquíssima mistura de etnias e religiões o país se destaca na América Latina. Desde a deposição do ditador Manuel Noriega, em 1989, não tem mais Forças Armadas. O inglês é uma língua bem difundida tendo em vista a circulação de pessoas de todo o mundo que chegam e parte de seus portos, rodovias e aeroportos.

Saídas regulares

Panamá - 3 dias

Personalize o seu roteiro com a consultoria Cia Eco!
Saídas diárias até dezembro de 2019
Pagamento em 10x
Valor a partir de
US$ 196,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2019

Panamá - Arquipélago Bocas del Toro - 6 dias

Cidade de Panamá, Bocas del Toro, Tour pelas ilhas e Baía dos Golfinhos
Saídas diárias
 
Consulte valores com nossa equipe

Panamá - San Blas - 6 dias

Lodges à sua escolha
Saídas em datas específicas
 
Consulte valores com nossa equipe

Panamá - Playa Blanca - 6 dias

Personalize o seu roteiro com a consultoria Cia Eco!
Saídas diárias
 
Consulte valores com nossa equipe

Panamá - 7 dias

Personalize o seu roteiro com a consultoria Cia Eco!
Saídas diárias até dezembro de 2019
Pagamento em 10x
Valor a partir de
US$ 366,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2019

Panamá - Natureza e Cultura - 8 dias

P. de Bastimentos, Índios Emberás, Arquipélago de San Blás
Saídas em datas específicas
 
Consulte valores com nossa equipe

Destinos conjugados

Panamá e San Blas - 7 dias

City tour com Canal do Panamá e dias livres em San Blas
Consulte novas saídas!
 
Consulte valores com nossa equipe

Costa Rica e Panamá - 11 dias

San José, La Fortuna, Quepos, Cidade do Panamá
Saídas diárias
 
Consulte valores com nossa equipe

Costa Rica e Panamá - 13 dias

San Jose, Vulcão Arenal, Tortuguero, Puerto Viejo de Limon, Cahuita, Bocas del Toro, Cidade do Panamá
Saídas em datas específicas até novembro de 2019
Valor a partir de
US$ 2.490,00 parte terrestre
Validade: novembro de 2019
*Os preços nessa página – a partir de – estão listados em reais, dólares americanos ou euros (conforme especificação).
A taxa sobre transações/remessas internacionais (IRRF) não está inclusa no valor dos pacotes.
A tabela completa com todos os valores, de acordo com o período da viagem, encontra-se disponível em cada roteiro. Clique no título para visualizar todas as informações.
Os preços estão sujeitos à alterações sem aviso prévio. Consulte tarifas especiais para os feriados e datas comemorativas.


Principais Atrações


Cidade do Panamá: localizada na entrada do Oceano Pacífico para o Canal do Panamá, a capital do país ,com sua arquitetura moderna, é o mais importante centro comercial e cultural da região. As opções de entretenimento são as mais variadas, com destaque para os shows de jazz e os bares. Guarda ainda nos arredores uma preciosidade: sua cidade velha. Visite próximo da cidade:

Casco Antigo: depois da destruição da primeira cidade do Panamá como consequência do ataque do pirata Henry Morgan, foi fundado em 1963 o que se conhece hoje por Casco Antigo, uma antiga cidade tombada pela UNESCO como patrimônio da humanidade. Boa parte de seus muros ainda estão de pé e a parte interior passa por um processo de restauração com galerias, restaurantes e lojas. A vida política e cultural era intensa na cidade e muitos dos acontecimentos políticos que deram origem à formação da república panamenha ocorreram ali. Ainda guarda várias construções da época colonial com influências espanholas e francesas.

Canal do Panamá: essa é a principal atração do país hoje. Considerada a oitava maravilha do mundo, é imperdível uma visita às eclusas de Miraflores. Ver um barco passar por essa fantástica obra de engenharia é uma das melhores formas de contemplação panamenhas.

Caminho do Oleoduto: esse foi um caminho construído na Segunda Guerra Mundial para transportar petróleo, caso o Panamá fosse bombardeado. Hoje, fica dentro do Parque Nacional Soberanía, centro de estudos sobre a fauna e flora locais. Em 1985, foram identificadas 385 espécies diferentes de pássaros em 24 horas nessa área e há trilhas para se explorar o local.

Ilha Taboga: conhecida como a ilha das flores, fica bem próxima da cidade do Panamá e chega-se até ela por ferry boat em um percurso que dura 50 minutos (saem dois barcos por dia do pier 18 Balboa). É a maior ilha do Panamá com 571 ha, e possui praias de areia branca, ótimas para banhos de sol e prática de snorkeling. Não existem ruas e estradas pela ilha, o que a torna mais atrativa para passeios. A área de proteção de seua florestas abriga uma das maiores colônias de pelicanos marrons do mundo. As baleias corcunda aparecem de agosto a outubro.

Museo del Canal Interoceánico de Panamá: é parada obrigatória para todos os visitantes. Documentos históricos e exibições interativas contam a sua história dos tempos pré-colombianos aos dias atuais, passando pela chegada dos espanhóis e pela construção do canal.

Museo Antropológico Reina Torres de Araúz: o acervo de 15 mil peças pré-colombianas do museu de antropologia apresenta artefatos dos primeiros residentes do país, uma coleção de huacas de ouro, vestimentas e instrumentos de trabalho da fazenda.

Museo Afroantillano: situado dentro da Iglesia de la Misión Cristiana, esse pequeno museu presta tributos aos 30 mil índios que trabalharam na construção do canal. Em exibição, réplicas de casas, fotos antigas e antiguidades do início do século 20.

Museo de Arte Religioso Colonial: no antigo convento Santo Domingo, famoso pelo Arco Chato, está exposto o acervo de 220 peças de arte religiosa, vestígios dos séculos 17 e 18 – e da arte colonial barroca. Destaque para as esculturas de madeira, os itens de metal e couro e os sinos de igrejas.
Panama Viejo: são nada menos que 23 hectares por onde visitantes encontram ruínas de edifícios conectados por passagens com sinais em inglês e espanhol. A área tem um parque com pistas de corrida, além de uma das vistas mais bonitas da Cidade do Panamá.

Parque Nacional Bocas Del Toro: lá são encontrados impressionantes corais, peixes tropicais e excelentes praias com águas cristalinas para mergulho. Outro atrativo são as praias da ilha Carenero, San Cristobal, a ilha dos Pájaros, Cayo de Água e Zapatillas.

Arquipélago de San Blas: possui 1.160 km de água cristalina azul turquesa e 365 ilhas onde só 49 são habitadas. Nelas vivem os Índios Kunas, uma das ultimas tribos indígenas do Caribe que ainda conservam suas tradições e raízes. São eles que fazem a recepção dos visitantes e os levam aos seus Lodges , cabanas básicas e rústicas sem grandes facilidades como telefone e eletricidade. Praticar esportes náuticos nesta região preservada e saborear pratos preparados pelos índios como pescados e mariscos acompanhados de arroz com coco é uma experiência excepcional.

Bocas del Toro: província situada na divisa do Panamá com a Costa Rica composta por seis grandes ilhas e aproximadamente 200 ilhotas. Atrai amantes do mergulho e do surfe graças às suas longas praias de areia branca e águas transparentes. Dentre os pontos principais estão as praias da Ilha Bastimentos, a Baía dos Golfinhos, o Parque Natural da Ilha Red Frog e a Ilha dos Pássaros, que serve de refúgio a centenas de aves migratórias.

Dicas

Documentação: O brasileiro pode visitar o Panamá por até 90 dias sem visto. Basta apresentar o passaporte na chegada com validade mínima de 6 meses.

Vacina: É obrigatório a apresentação do Comprovante Internacional de Vacina contra Febre Amarela. Lembrando que ela deve ser tomada, no mínimo, 10 dias antes da viagem.
Importante: Desde o dia 1º de junho de 2008, as vacinas NÃO são mais aplicadas nos postos da Anvisa em Aeroportos e Portos do Estado de São Paulo. Nestes locais serão realizadas somente trancrições de certificados nacionais para internacionais. Para mais informações e esclarecimento de dúvidas,dirija-se ao posto de saúde mais próximo ou consulte o Ambulatório de Medicina do Viajante: 55 (11) 5084-5005 begin_of_the_skype_highlighting              55 (11) 5084-5005      end_of_the_skype_highlighting, na Avenida Borges Lagoa,770. É importante ligar para agendar uma visita.
Em São Paulo,o passageiro pode dirigir-se aos postos localizados nas Rodoviárias do Tietê (aberto diariamente, das 8h às 22h) e Barra Funda (aberto diariamente, das 8h às 20h).

Fuso Horário: - 2h em relação ao horário de Brasília.

Moeda: A moeda local é o balboa, mas só existe em forma de moedas para pequenos trocos. O dólar americano circula livremente.

Gastronomia: na cozinha panamenha não faltam arroz, castanhas, leite de coco e muita banana, seja em forma de purê, frita, assada, refogada, al dente ou soutée ou como acompanhamento de carnes, aves e pescados.


Melhor Época

Por se situar próximo da linha do Equador, as temperaturas no país variam muito pouco ao longo do ano (ficam entre 25º e 30ºC) e a diferença só é maior em altitudes elevadas. A umidade é um fator sempre presente, em razão da maritimidade e das densas florestas tropicais e a costa caribenha recebe maior quantidade de chuva anual (2500 mm) do que a costa pacífica (1500 mm). A melhoro época para visitar o país é durante o verão, que vai de dezembro a abril. O inverno vai de maio a dezembro e compreende a estação chuvosa do ano, com pesadas tempestades.

Viajante Cia Eco

Yumika e Walter "Fomos bem atendidos toda vez que procuramos a agência para contato. Achamos só que na contratação desse nosso passeio havia certa demora para cada dúvida surgida, mas entendemos após o retorno essa necessidade devido aos diversos contatos que eram feitos, e que foram todos cumpridos."