EN PT
+55 11 5571-2525

Viajante Cia Eco

Carlos Rodrigues Suarez

"Olá...

...A recomendação é fazer o trajeto Amboseli-Masai Mara de avião, não tem sentido ir de carro, é longe e as estradas são ruins; no trajeto de avião local (Cesnas), realmente o limite de peso é controlado, 15 kg/pessoa - pode não ter problema, mas não vale a pena arriscar.

...Recomendo o uso de roupas de manga comprida todo o tempo (malha tipo hering), por causa do sol e mosquitos (quando escurece); quanto à malária, não existe prevenção confiável (de acordo com os especialistas aqui no Brasil, tanto de Sao Paulo quanto do Rio, lembrando que a África tem uma malária que felizmente não existe no Brasil, e que pode matar em 24 horas, sendo as crianças abaixo de 5 anos o grupo com que mais tem que se preocupar), o melhor à noite é o uso de roupas (calças, casacos) e calçados claros (a claridade incomoda o mosquito) e o uso constante e abundante do repelente (recomendo fortemente o Exposis, que pode ser encontrado em algumas farmácias aqui no Brasil - o infantil é ainda melhor, dura 10 horas e é pouca coisa mais caro que o comum - NÃO deixar pra comprar na farmácia do aeroporto, custa 50% a mais lá, e lembrar que tem que despachar - líquidos não podem ir na bagagem de mão - mas também não vai precisar o repelente até sair de Nairobi; 4 frascos de repelente de 100 ml foram suficiente para 2 pessoas em 7 dias de safáris; NÃO usar perfume, pois isso atrai os mosquitos.

Também não precisamos de bota (nem recomendo, é mais pesado e desconfortável que tênis), pois nos safáris se fica 95% do tempo dentro do carro.

Recomendo fortemente uma boa máquina fotografica (se for o caso, até comprar), uma que tenha zoom de pelo menos 300, e muita, muita memória (levei 4 Gbytes, usei + de 3, entre fotos e filmes); uma filmadora deve ser legal, mas eu não poderia cuidar de filmar e tirar foto, então entre as duas a máquina é melhor, pois também filma algo.

As compras são artesanatos de madeira (animais, mascaras) e rochas (animais); a pedra semi-precisosa tanzanita é bem cara (nenhuma jóia que valha a pena sai por menos de US$ 200), e tem sempre que tomar cuidado com gemas falsas (e olha que sou geólogo....)

O passaporte espanhol também tem que pagar as taxas no Quênia e Tanzânia; a comida é entre boa e razoável, tivemos alguns problemas porque é comum que seja apimentada. As acomodações são boas, fomos bem tratados, alguns guias são excepcionais, mesmo os guias mais fracos são muito bons. Gostei da operadora local, sem problemas, recomendo.

A Tanzânia me parece um pouco mais interessante que Quênia, mas o Quênia está mais preparado pra receber o turista, acho que fazem isso há mais tempo; recomendo incluir o Serengueti, só não sei se tirando Masai Mara ou não... Amboseli e Tarangire são muito legais, mas o ponto alto é Ngorongoro e Masai Mara (ou Serengueti).

Até a próxima, Carlos "