EN PT
+55 11 5571-2525

Pacotes de viagens para Santiago do Chile com especialistas

Santiago é a capital do país, situada aos pés da Cordilheira dos Andes e que além dos seus pontos turísticos culturais, gastronômicos e históricos, oferece ainda atrativos para todos os públicos, como a região de praias de Viña Del Mar e Valparaíso, o roteiro de vinícolas e os famosos centros de ski.

Réveillon

Réveillon - Santiago - 5 dias

Personalize o seu roteiro com a consultoria Cia Eco!
Saída especial: 29/12/19
Pagamento em 10x
Valor a partir de
US$ 421,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2019

Réveillon - Chile - 5 dias

Santiago e Valparaiso
Saída especial: 29/12/19
Valor a partir de
US$ 1.314,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2019

Réveillon - Oceania Marina - 17 dias

Buenos Aires, Montevidéu, Punta Del Este, Puerto Madryn, Port Stanley, Ushuaia, Punta Arenas, Puerto Chacabuco, Puerto Montt, Santiago
Saída especial: 19/12/19
Pagamento em 10x
Valor a partir de
R$ 15.795,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2019

Saídas regulares

Santiago - Matetic Vineyards - 2, 3 e 4 dias

Atividades oferecidas pelo hotel
Saídas diárias até dezembro de 2019
Valor a partir de
US$ 335,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2019

Santiago - Vik Chile - Charme e Vinho - 3 dias

Atividades oferecidas pelo hotel
Saídas diárias
 
Consulte valores com nossa equipe

Santiago - 4 dias

Praça de Armas , Bairro Cívico , Bairros Antigos
Saídas diárias até fevereiro de 2020
Câmbio especial em 10x sem juros
Valor a partir de
US$ 305,00 parte terrestre
Validade: fevereiro de 2020

Santiago - 5 dias

City Tour, Cerro Santa Lucía, Viña Concha y Toro, Valle de Casablanca, Viña Emiliana, Viña Casa Del Bosque
Consulte novas saídas!
 
Consulte valores com nossa equipe

Santiago - Neve e Ski - 6 dias

Santiago, Valle Nevado, Farellones, El Colorado
Saídas diárias
 
Consulte valores com nossa equipe

Santiago e Ilha Robinson Crusoé - 6 dias

Crusoe Island Ecolodge
Saídas em datas específicas
 
Consulte valores com nossa equipe

Valle Nevado Panorâmico - 4 dias

Santiago, Centro de Ski Valle Nevado
Saídas segunda a sextas de julho a setembro de 2019
Pagamento em 10x
Valor a partir de
US$ 913,00 parte terrestre
Validade: setembro de 2019

Ski em Portillo - 4 dias

Santiago, Centro de ski El Portillo
Saída diárias de junho a setembro de 2019
Pagamento em 10x
Valor a partir de
US$ 1.080,00 parte terrestre
Validade: setembro de 2019

Ski e Vinho em Santiago - 6 dias

Centro de Ski La Parva, vinícola Concha y Toro com degustação, Centro de Ski El Colorado, Centro de Ski Valle Nevado
Saídas darias de julho a setembro de 2019
Pagamento em 10x
Valor a partir de
US$ 2.290,00 parte terrestre
Validade: setembro de 2019

Destinos conjugados

Santiago e Mendoza - Hotéis Boutique - 7 dias

Vinícolas de Vale de Casablanca, Vale de Uco
Saídas diárias até janeiro de 2020
Valor a partir de
US$ 2.486,00,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2019

Pucón e Santiago - 8 dias

City Tour Santiago com Cerro Santa Lucia, City Tour Pucón e Villarrica e Termas de Huife
Saídas diárias
 
Consulte valores com nossa equipe

Santiago, Buenos Aires e Montevideo - 10 dias

Tour a Vinícola Concha e Toro com degustação, City Tour cidade de Santiago, Cerro Santa Lucia, City Tour cidade de Buenos Aires, Show de Tango - La Ventana com jantar, City Tour cidade de Montevideo, City Tour cidade de Punta Del Este
Consulte novas saídas!
Valor a partir de
 parte terrestre

Circuito Andino - 10 dias

Santiago, Puerto Montt, Puerto Varas, Frutillar, Vulcão Osorno, Travessia dos Lagos Andinos, Bariloche
Saídas diárias até dezembro de 2019
Câmbio especial em 10x sem juros
Valor a partir de
US$ 1.542,00 parte terrestre
Validade: dezembro de 2019
*Os preços nessa página – a partir de – estão listados em reais, dólares americanos ou euros (conforme especificação).
A taxa sobre transações/remessas internacionais (IRRF) não está inclusa no valor dos pacotes.
A tabela completa com todos os valores, de acordo com o período da viagem, encontra-se disponível em cada roteiro. Clique no título para visualizar todas as informações.
Os preços estão sujeitos à alterações sem aviso prévio. Consulte tarifas especiais para os feriados e datas comemorativas.


Principais Atrações

Bairro Brasil: composto por antigos casarões senhoriais, edificados em meados do século XIX, agora transformados muitos deles em centros culturais, galerias de arte e restaurantes. Antes, foi habitado pelas famílias mais ricas e aristocráticas do país. Em pouco tempo chegaram profissionais e intelectuais de classe média, convertendo o local em um dos pontos da atividade cultural. ”Pueblito de Los Dominicos” é uma das principais zonas comerciais de artesanatos chilenos. Conta com aproximadamente 180 tendas de artigos feitos à mão, restaurantes de comida típica e salas de exposições. Também existe um jardim botânico e algumas tendas de objetos antigos. Os artesanatos são fabricados e vendidos, a maioria deles feitos em pedras lapidadas, cerâmica, cobre e couro, como é possível observar esses detalhes. O nome oficial do lugar é “Centro de Artesanía Chilena Graneros del Alba”. Está localizado na Avenida “Apoquindo”, 9085.

Bairro Bellavista:
localizado entre o rio Mapocho e Cerro San Cristóbal, é um bairro boêmio, refúgio de intelectuais, escritores, atores, músicos e artistas plásticos. Vale a pena conferir a programação localmente. Suas ruas pitorescas oferecem diversas opções de restaurantes de comida típica e pratos internacionais; teatros, galerias de arte, joalherias de lapislázuli (pedra de cor azul), além de animadas discotecas, bares e cafés. Nasceu como barrio residencial em 1920 e décadas depois chegariam intelectuais como Camilo Mori, Oreste Carlini e o conhecido poeta Pablo Neruda. Dentro do bairro, destacam-se, por sua importância, a Casa Museo "La Chascona", construída após o casamento de Pablo Neruda com Matilde Urrutia. Foi declarada Monumento Nacional e possui vários níveis com escadas e árvores. Atualmente, funciona a Fundação Neruda, que realiza diversas atividades culturais, como apresentações, exposicões e conferências. Também podem ser realizadas as visitas guiadas para apreciação de manuscritos do poeta e quadros pintados por seus famosos amigos, como Siqueiros e Rivera. Próxima à casa, está localizada a "Plaza del Poeta", uma espécie de anfiteatro onde se realizam eventos ao ar livre. Está localizado na Avenida Fernando Márquez de la Plata, 192.

Basílica de La Merced: atualmente é uma Igreja. Foi edificada, entre 1736 e 1760, e realizada pelo arquiteto Joaquín Toesca, no final do século XVIII. No interior da Basílica, destacam-se belas obras de arte, como o “Púpito” e a imagem da “Virgen de la Merced”. Conta com um museu formado por três salas, com valiosas peças de imaginaria e objetos religiosos, assim como uma das coleções mais completas da Ilha de Páscoa. Está localizado na rua “Mac Iver”, 341.

Casa Colorada: é a vivenda colonial mais bem conservada de toda a cidade. Famosa casona, foi construída durante toda uma década e a primeira a ter dois pisos e uma fachada de ladrilhos coberta de pedra. Em 1.978, a Casa Colorada foi declarada Monumento Nacional. Dois anos depois, converteu-se em um Museu de Santiago, com sete salas que expõem a história de Santiago, desde os tempos dos araucanos até hoje.

Cemitério Geral:
 você encontrará as tumbas de figuras importantes, como José Manuel Balmaceda e Salvador Allende. Tem um memorial dedicado às vítimas desaparecidas da época da ditadura de Pinochet.

Cerro Santa Lucia: é uma pequena elevação no vale coberto de jardins, passeios e fontes. Existe um santuário que fica no topo do monte, no congestionado centro da cidade. Você poderá usufruir de passeios grátis que são oferecidos diariamente pela prefeitura. Também poderá pegar a linha principal do metrô e descer na estação Santa Lúcia. Nesta região, há lojas de artesanato e uns pequenos bosques, onde os estudantes da Universidade Católica se encontram durante o dia.

Cerro San Cristobal: mais alto que o Cerro Santa Lúcia, no seu cume, que alcança 880 metros de altitude, tem uma imagem de 22,5 metros da Virgen De La Immaculada Conception. Você poderá ir de teleférico, ônibus ou a pé. Faz parte do Parque Metropolitano, o maior espaço aberto da capital. O cerro apresenta vários atrativos, como uma completa vista da cidade, um jardim botânico e a enoteca com o Museu dos vinhos.

Estação Mapocho: atualemente é o maior Centro Cultural do país, abrigando em suas salas as mais diversas manifestações artísticas e culturais. Na realidade, trata-se de uma antiga estação ferroviária, que unia Santiago com as cidades de Mendoza, ao norte do país e o porto de Valparaíso. Funcionou de 1.913 até 1.987. Sua construção foi feita e comandada pelo arquiteto chileno Emilio Jequier, formado academicamente na França. Ao deixar de funcionar como estação, ficou abandonada, até que começaram os trabalhos de remodelação, concluídos em 1.994, com poucas modificações, tratando de respeitar o desenho original. Está localizado na rua “Balmaceda”, 1215.

Igreja de Santo Domingo:
antes desse templo existir, eram três edifícios, mas foram derrubados por três fatídicos terremotos. A construção do atual recinto de estilo neoclássico e influência crioula, se iniciou em 1747 e terminou de ser construída em 1796. Em seu interior, pode-se admirar um conjunto de pinturas coloniais de Santo Domingo e também a imagem da “Virgen de Pompeya”. É considerado Monumento Histórico e está localizado na rua “Santo Domingo”, 961, na esquina de “21 de Mayo”.

Igreja Catedral de Santiago:
foi iniciada pelo governo de Ortiz de Rosas entre 1.748 e 1.775, no mesmo lugar que Pedro de Valdivia, o fundador da cidade. Em sua quarta restauração foi Joaquín Toesca, quem finalmente deu a Catedral uma unidade arquitetônica, com características entre clássicas e barrocas. Também são relevantes as peças feitas em mármore branco com aplicações de bronze e lapidações, como a estátua de Santíssimo Sacramento, semelhante à de San Juan e San Pablo Mártires, que estão em Roma. A Igreja foi declarada como Monumento Nacional em 1.951 e abriga no seu interior o Museu de Arte Sagrado.

Igreja e Convento de San Francisco: é o edifício mais antigo de Santiago e a única mostra de arquitetura do século XVI, que existe na cidade. Sua fundação foi realizada em 1.554, quando chegaram os primeiros procedentes do Peru. No maior altar, está a “Virgen del Socorro”, trazida por Pedro de Valdivia, sendo a primeira imagem religiosa a chegar ao Chile. O convento abriga no primeiro piso o Museo de Arte Colonial, que exibe valiosas coleções de pintura, entre outras importantes relíquias, como numerosos quadros de grandes proporções, que representam a vida de San Francisco de Asís e que, segundo os especialistas, são as melhores mostras de pinturas “cuzqueñas” do continente. Está localizado no Bairro “Paris-Londres”.

Mercado Municipal: o Mercado Municipal de Santiago é uma atração imperdível na cidade. Além de barracas com as mais diversas mercadorias (peixes, frutas, legumes e alimentos típicos chilenos), funcionam também ótimos restaurantes, com destaque para os pratos com frutos do mar.

Municipalidad de Santiago: localizado ao norte da praça, no mesmo lugar onde em tempos coloniais funcionava o Governo do Chile. A primeira construção foi realizada em 1.670, foi reedificada em 1.790. A construção foi destruída um século depois como conseqüência de um incêndio, assim foi restaurada entre 1.892 e 1.895, baseada em desenhos daquela época.

Museu de Arte Pré-colombiana: reúne 1.500 artefatos de culturas americanas pré-hispânicas. O museu foi erguido em 1.807. Já o Museu Histórico Nacional foi fundado em 1.900, reunindo 12.000 peças que mostram a história do país.

Museu Nacional de Bellas Artes:  tem mais de 5 mil obras de arte. Aqui se encontra a mais completa mostra da pintura chilena, que compreende da época colonial até a atualidade.

Museu Neruda (La Chascona): a fundação Neruda realiza excursões na casa do poeta.Endereço: Marquez de La Plata, 192.

Palácio de la Moneda: sede do governo chileno. Trata-se do último grande edifício construído no período colonial da cidade.

Palácio da Real Audiência ou Museu Histórico Nacional: foi construído entre 1.804 e 1.807. Sobre responsabilidade de Juan José de Goycolea, quem utilizou um estilo neoclássico com elementos toscanos. Foi inaugurado em 1808 e durante a colônia foi sede dos tribunais. Logo após, serviu de cenário para a Primeira Junta de Governo que proclamou a independência do Chile. Em 1.911, foi criado o Museu Histórico Nacional, com mais de 12 mil peças, distribuídas em 16 salas, que resumem os períodos da história do Chile. Foi declarado Monumento Nacional em 1.969.

Parque O`Higgins:
é uma das áreas verdes mais importante da cidade. Tem um lago, piscina e vários museus.

Plaza de Armas: são 3 as principais construções coloniais que rodeiam a praça: O Museu Histórico, a Catedral Metropolitana (de 1.748) e a Casa dos Governantes do Chile, que é o Correio Central.

Arredores de Santiago:

Vinícolas:
as melhores vinícolas se encontram no Vale Del Maipo e foram introduzidas pelos primeiros espanhóis que lá chegaram. Hoje, a vitinicultura é uma das mais importantes atividades da agricultura chilena.
Os vinhos chilenos são famosos pela sua ótima qualidade. Algumas vinícolas você poderá visitar. A vinícola mais perto de Santiago é a Viña Santa Carolina (Rodrigo de Araya, 1341). A Viña Concha y Toro é a maior vinícola do Chile e oferece ainda a vinícola boutique, La Chemisa, que fica no Pirque. A Viña Santa Rita e Casa Real (com o melhor almoço da região) e a Viña Undurruga também podem ser visitadas. Existe ainda, a vinícola Vina Cousino Macul (Av. Quilin, 7100). Há vinícolas menores, como a Aquitania (que oferece um dos melhores vinhos chilenos) e Alma Viva, atendem de forma diferenciada. As reservas devem ser feitas com antecedência e, preste atenção: muitas vinícolas não atendem aos domingos.

Para conhecer mais sobre os vinhos chilenos, visite os sites:
http://www.vinasdechile.com
www.academiadovinho.com.br

Cajón del Maipo:
é um dos destinos mais procurados pela população de Santiago, nos finais de semana, próximo a La Comuna de Puente Alto. Nela, você encontrará a Reserva Nacional Rio Clarillo, de 10.000 hectares. A 69 Km de Santiago está o Parque Nacional El Morado. Lo Valdés é um local de descanso, um oásis dentro da Cordilheira dos Andes. O refúgio alemão oferece alojamentos.

Região das montanhas
- os Ski Resorts do Chile ficam abertos de junho até outubro. Os três maiores resorts estão localizados a uma hora da capital e o quarto a duas horas, no caminho para Argentina. O El Colorado – Farellones - 32 km da capital no Vale Mapocho. Somente a 4 Km de Farellones temos o La Parva. Portillo é o mais distante de Santiago, fica a 145 km da capital, no caminho para Mendoza.
O Valle Nevado, a 14 Km de Farellones, é o mais novo, moderno e equipado de todos centros de esqui dessa zona. No período do verão, o restaurante Slalom, oferece serviço de almoço e cafeteria para visitas realizadas por um dia.

Valparaíso e Viña Del Mar: perto de Santiago estão localizadas estas cidades praianas. Em Viña Del Mar você poderá visitar o cassino, o relógio das flores e o pacífico. Em Isla Negra, localizada na costa central do Chile, você poderá visitar a casa que foi propriedade do Prêmio Nobel de Literatura, Pablo Neruda, que inspirou os melhores versos. Aqui viveu o poeta grande parte da sua vida. A casa guardava as suas mais importantes coleções e hoje, abriga os restos mortais do poeta. Na região, encontra-se o restaurante “Los Naranjos” de Pomaire, especializado em frutos do mar e comida típica chilena. 

Dicas

Bagagem: são permitidas 1 mala com até 20 Kg por passageiro e 1 sacola de mão de até 8 Kg. Lembre-se de identificá-las e fechá-las com cadeados.

Documentação: Para brasileiros, não há necessidade de visto para a entrada no Chile. O único documento exigido é a Carteira de identidade em bom estado de conservação, foto recente e no máximo 10 anos de emissão (a contar com a data de embarque). Não são aceitas para embarque: Carteira Nacional de Habilitação ou carteiras emitidas por entidades de classe (CREA, OAB, CRM). Se levar o passaporte, deixe sempre guardado no cofre do hotel e ande com sua carteira de identidade original.
Fuso Horário: Santiago está 1 hora a menos em relação à Brasília. Durante o horário de verão, o Chile está duas horas a menos que o Brasil.

Idioma: Espanhol.

Moeda: Peso Chileno. Para ter uma idéia do valor do câmbio, você pode consultar: www.cotacao.com.br.
 
Gastronomia: a região oferece diversas opções de pratos típicos, como a cazuela (uma sopa com legumes, frango ou carne), a empanada (pastel assado de carne, frango ou legumes), além de peixes e frutos do mar dos mais variados tipos.

Energia Elétrica: 220V

Embaixada: contato da embaixada do Chile no Brasil: 55 (61) 2103-5151 / 2103-5114. Fax: 55 (61) 3322-2966.
 
Alfandêga Brasileira: no retorno ao Brasil, são permitidos objetos de uso pessoal, roupas e brinquedos e compras de U$500 em eletrônicos, mais U$500 de Free Shop.

Ligações para o Brasil: para realizar chamadas a cobrar, utilize os códigos do Chile: 800360220 da Entel, ou 800800272 da Telefônica, depois escolha o idioma no qual deseja ser atendido e por último escolha uma das opções de ligação:
1- Ligações automáticas;
2- Ligações com cartão telefônico;
3- Ligações com auxílio de operador.

Dicas: para comprar produtos típicos chilenos (lapis lazuli, cerâmica, utensílios de cobre e estatuetas de madeira), vá até a Feira Artesanal Indígena, na frente do Cerro Santa Lucia. O bairro Bela Vista também oferece opções de restaurantes típicos e artesanato. Santiago possui importantes centros comerciais, onde você poderá encontrar vestuário de diversas marcas. Entre eles, podemos citar o Mall Panorâmico, no bairro da Providência. O Lo Castillo, que fica na Candelaria Goyenechea, 3820, Las Condes, que congrega lojas e cinemas. O Alto Los Condes é o mais luxuoso Shopping da cidade (Av. Kennedy, 9001). E o mais econômico é o Arauco Outlet Mall.
 
Cuidados: Antes de viajar, confira a previsão do tempo (http://br.weather.com) e o check list que será entregue após a confirmação de sua viagem. Em caso de dúvidas, por gentileza, entre em contato com os consultores da Cia Eco.


Melhor Época

Na região de Santiago, o clima é mediterrâneo e um dos atrativos são as praias. A melhor época para se visitar e também a mais cheia é o verão (dezembro, janeiro, fevereiro). No inverno (junho, julho, agosto) as temperaturas são baixas e neva na região da Cordilheira dos Andes. Indicado se a intenção for curtir o inverno chileno.

Viajante Cia Eco

Aline Tayla e Maria José Santiago é uma cidade maravilhosa, um presente dado a minha filha Aline de aniversário, e foi o que realmente ela queria. A temperatura varia muito, fomos na primavera onde varia de 8° à 34°, e não chove assim deu para curtir bastante.